Seguidores

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Ler o rótulo e não optar pelas opções mais baratas ajudam a evitar o problema Infelizmente acontece com mais frequência do que o necessário... Depois de perder o maior tempão caprichando no make, você começa a sentir a pele coçar, ficar vermelha, às vezes os olhos ardem e a boca pode até ter inchar ligeiramente. Pois é, alergia à maquiagem não tem nada de frescura. Se esse é seu caso, saiba agora como lidar com esse problema que afeta muitas mulheres. Por que a alergia aparece? Se você é o tipo que não possui alergia a nada, há grandes chances de poder usar qualquer tipo de maquiagem sem preocupação. Infelizmente, as pessoas com rinite ou que são alérgicas a outras coisas, de animais de estimação a poeira, têm mais facilidade pra sofrer quando passam maquiagem. A alergia ao make pode ser causada por vários componentes do próprio, como o óxido de ferro (também conhecido como pó de alumínio), responsável por dar cor, os conservantes, que, como o próprio nome já diz, fazem os produtos durar mais tempo, ou até mesmo pelas fragrâncias que alguns produtos têm. Nesse caso, se você conseguir identificar o que vem lhe dando problema, basta parar de usar, substituindo por outro produto sem a substância que lhe faz mal. Infelizmente, não existe cura: o jeito é substituir. Alerta! Produtos muito baratinhos, desses que você paga menos de R$ 3,00 merecem ficar sob observação, ok? Infelizmente, os bons produtos precisam de matéria-prima um pouco mais cara. Makes com prazo de validade vencido só podem ter um destino: o lixo. Alergia que vem do nada Pode acontecer, sim, de você usar toda a vida um produto que, do nada, passa a lhe causar desconforto. Isso porque os componentes alérgicos podem ter efeito cumulativo. Por exemplo, enquanto você está em dia com seu sistema imunológico, tudo tranquilo. Mas em um dia, quando está mais sensível, alguma substância pode lhe dar alergia. Se isso acontecer com você, questione todos os produtos que usa, do xampu ao perfume, passando pela maquiagem, é claro. Suspenda o uso de alguns até descobrir de onde vem a irritação ou procure seu dermatologista. Maquiagem que não faz mal Se você já sabe de cara que tem alergia à maquiagem, opte sempre pelos produtos hipoalergênicos. Eles não contêm as substâncias que causam dermatites nas peles mais sensíveis. Apesar de (bem!) mais caros, são a salvação dos alérgicos. As marcas importadas Clinique, Vichy, M.A.C e as nacionais Dermage e Vitaderm são as mais conhecidas. Mas vale a pena ir testando várias até encontrar a ideal pra você, como a da Natura e da Avon, que caíram no gosto popular. E você sabe, a voz do povo. E os makes minerais? De um ano pra cá, eles ganharam as páginas de revistas femininas e o gosto das entendidas no assunto. Isso porque esse tipo de maquiagem é feita com produtos extraídos da natureza, sem química forte ou cores muito artificiais (pode reparar, os tons da maquiagem mineral ficam bem mais suaves). Além disso, esse tipo de produto tem ação calmante, não obstrui os poros e inclusive trata a pele. Segundo maquiadores e as apaixonadas por make, o efeito é mais natural, fica lindo. E você sabe, né? Segundo maquiadores famosos, o segredo da maquiagem bem-feita é não parecer artificial. Vale dar uma chance aos produtos minerais, mesmo porque é fácil de encontrar, toda marca que se preze já possui sua linha. Outro cosmético que merece atenção O esmalte mais comum e barato quase sempre tem em sua composição o formaldeído, que causa alergia em muita gente. Por isso, fique atenta e leia o rótulo, ok? Se você for sensível a essa substância, a opção mais uma vez são os hipoalergênicos. Segredinhos da pele perfeita Antes de começar a maquiagem, alguns cuidados são essenciais para preparar a pele, como: - Limpar e hidratar bem. Use um sabonete próprio para tirar o excesso de oleosidade do rosto e, depois, um hidratante para seu tipo de pele, próprio para o rosto. -Espalhe, antes mesmo da base, um primer. Esse produto funciona como uma base sem cor que ajuda a fechar os poros, tirar o brilho da pele e fazer seu make durar muito mais tempo. Tem que ter! - Nunca durma com a maquiagem ou deixe mais tempo que o necessário. A limpeza precisa ser feita com sabonete e demaquilante, que é o mais indicado para tirar os produtos mais resistentes, como a máscara para cílios. - Na hora de comprar, escolha um produto que lhe faça bem. Hoje em dia muitos makes vêm com fator FPS na formulação. Ficar linda de dentro pra fora é sempre melhor, não acha? fonte: http://www.minhavida.com.br/beleza/materias/13373-alguns-cuidados-ajudam-a-evitar-alergia-a-maquiagem?utm_source=news_mv&utm_medium=repick_beleza&utm_campaign=455877

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Drenagem linfática estimula circulação e traz bem-estar

O objetivo da drenagem linfática é ajudar a eliminar as toxinas do corpo e aliviar pontos de tensão para desobstruir a linfa (líquido que circula nos vasos linfáticos) como, por exemplo, a região do trapézio - que é uma área de tensão fica nas costas entre os ombros. Este ponto tensionado compromete a linfa do pescoço, que é a mais importante do corpo humano. Se nós aliviarmos a tensão do trapézio com massagens relaxante, vamos automaticamente desbloquear a linfa, e ao mesmo tempo nosso corpo vai sentir prazer e bem estar profundo. Essa sensação trás equilíbrio para o corpo, e ao mesmo tempo saúde para o sistema linfático. Quando fazemos uma drenagem linfática, temos que mergulhar com os toques sutis e bombeamentos como se estivéssemos sentindo ondinhas do mar. Elas passam levemente e levam as águas tranquilamente, como se a tranquilidade conseguisse alcançar a magia da leveza e a harmonia do corpo. O toque com compressão e descompressão auxilia muito o sistema linfático, e dá a sensação de eutonia - equilíbrio do tônus muscular - para a pele e musculatura. Sou contra as drenagens linfáticas com massagens modeladoras, onde os movimentos são fortes - já que o intuito é melhorar a celulite e gordura localizada. Quando a massagem é forte, pode acontecer uma distrofia tanto na pele como na musculatura - em suma, essas estruturas ganharão muita flacidez. Pode ser que na juventude - até uns 30 anos - isso não se perceba, mas o futuro é comprometedor. Além disso, a massagem forte pode até mesmo inflamar as linfas, comprometendo a circulação. Não é apenas a mente que precisa de férias e descanso, mas também o corpo e nossos músculos. É importante o desbloqueio de certos pontos do corpo humano para ajudar a destravar as linfas. Toques mais profundos em certos pontos de nosso corpo, ao mesmo tempo em que liberam a circulação, regeneram o tecido, musculatura, e colaboram com o desbloqueio do sistema linfático. O nome que se dá a estes pontos comprometedores é aponeurose. Aponeurose é uma membrana que envolve grupos musculares, isto é, a fáscia do músculo. Muitas vezes, há um enrijecimento desta área, comprometendo a circulação e a parte do sistema linfático. Aprenda a fazer a drenagem linfática Antes de começar a massagem, o ideal é alongar nas pernas. Deitado, você pode pegar uma toalha de rosto, dobrada de comprido, pisar no meio dela, esticar as pernas para cima o máximo que puder e puxar as bordas da toalha. Depois, relaxe e comece a massagem, com a perna para cima, se possível. Na parte interna da perna, acima da linha do calcanhar, nós temos os ossinhos dos pés, os maléolo, onde iniciamos a massagem com o dedo médio. Os outros dedos servem de apoio. Massageie em forma circular. Imagine que está pegando gotículas dágua, que devem ser levadas até a virilha (região inguinal), para o líquido poder ser liberado pela urina. Então começamos a jornada sentindo a bolinha e correndo com ela, só que vamos fazendo bombeamentos consecutivos e deslizamentos nos intervalos. O movimento deve ser muito sutil, como ondinhas do mar, com efeito suave sobre a pele. Devemos fazer uma pausa nos furinhos atrás dos joelhos - a região do poplíteo -, mais próxima à lateral da perna. Ali, vamos circular e puxar a gotícula d'água, percorrendo pela lateral até chegar na virilha. Nessa região, com a pressão de todos os dedos vamos fazer compressão e descompressão, de forma harmoniosa e que proporciona alívio. As manobras podem ser repetidas mais três vezes, se for de seu desejo. O movimento deve ser repetido nas duas pernas. Alguns dos ativos naturais que podem ser usados para estimular a circulação são: Centella Asiática, algas, café, guaraná entre outros. Alterne as mãos em movimentos de baixo para cima. Por exemplo: Inicie na base do pé e corra com uma mão e depois com a outra até o joelho por oito vezes, depois repita o movimento do joelho à coxa superior. A região do pescoço é onde o sistema linfático é concentrado, sendo uma boa área para começar seus movimentos, de modo a já ajudar no desbloqueio geral. Comece pelas laterais do pescoço, em sua base, junto ao maxilar, e deslize pelos lados com movimentos como se fossem ondinhas da maré. Deslize como se levasse gotículas d'água em direção às axilas. Depois levante o braço e faça compressão e descompressão na axila por duas vezes. Na região do abdômen, você pode circular o umbigo e depois ir abrindo, como uma espiral, por 12 vozes. Depois, use a mão direita para fazer movimentos de ondinhas da cintura para baixo, em direção ao púbis. Repita o movimento do outro lado. Isso ajudará a murchar o abdômen. O plexo solar dos pés também ajuda estimular a linfa. Quando estiver cansado, pise em uma bolinha de tênis ou em um limão e pressione os pés. fonte:http://www.minhavida.com.br/beleza/materias/13934-drenagem-linfatica-estimula-circulacao-e-traz-bemestar?utm_source=news_mv&utm_medium=beleza&utm_campaign=451951

Acerte na escolha do sapato sem prejudicar o seu corpo

Eles são considerados a paixão de muitas mulheres e viraram até fetiche de consumo. Sapatos dão um charme a mais no visual, mas alguns tipos exigem cuidados, pois podem causar estragos na estrutura do nosso corpo - de dor nas costas a joanete, bolhas e calos. "O melhor calçado é o tênis, enquanto sapatos com salto plataforma, salto muito alto associado ao bico fino e salto alto simples são os piores", afirma o ortopedista Marcelo Cavalheiro, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e médico do Hospital Israelita Albert Einstein. Conheça os sapatos que mais prejudicam o seu corpo e saiba como amenizar os malefícios. Salto alto demais Resistir à sua elegância é difícil, mas o salto alto demais traz muitos prejuízos ao corpo. Segundo o ortopedista Marcelo Cavalheiro, esse tipo de calçado pode causar hiperlordose (acentuação da lordose, que é uma curva natural da coluna) e dor nas costas. Nos joelhos, pode ocorrer a chamada síndrome femoropatelar (dor na região da patela, também conhecida como rótula) e condromalácia patelar (machucado da cartilagem da patela), além do risco maior de entorse (distorção violenta que rompe os ligamentos de uma articulação), que gera ainda mais lesões. No tornozelo, também pode haver entorse, machucando a cartilagem ou os ligamentos dessa região. Os prejuízos são sentidos ainda nos pés: "O peso da pessoa fica no antepé, o que pode ocasionar metatarsalgia (dor na parte frontal do pé), joanete, calosidades, bolhas e retração do tendão de Aquiles?, conta o ortopedista. Por esse conjunto de problemas, a pessoa pode desenvolver algum tipo de problema postural com o uso constante de salto. "Também pode acontecer de os músculos isquiotibiais - aqueles que vão da perna até acima dos quadris - ficarem encurtados, gerando ainda mais sobrecarga na coluna", diz o ortopedista Fabiano Faria, do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo. A solução para as amantes de salto é simples: diminuir o tamanho. "Deve-se evitar usar esse salto muito alto em muitos dias da semana, já que, quanto mais se usa, maior será a incidência dos problemas", aconselha Fabiano. Salto fino demais Toda mulher vira uma equilibrista quando calça um sapato com salto fino demais - o que é um grande problema, já que a caminhada fica instável e o corpo, desequilibrado. "Esse salto pode provocar os mesmos transtornos do salto alto, além de agravar ainda mais o entorse de joelho e tornozelo", explica Marcelo Cavalheiro. Para o ortopedista Fabiano Faria, a única solução é aumentar a largura desse salto, para que o caminhar fique mais estável: "Quanto mais fino, mais instabilidade para caminhar a pessoa terá". Sapatilha Mesmo eleita como um dos sapatos mais confortáveis, a sapatilha também tem as suas restrições. Ela não tem sistema de amortecimento, o que aumenta o impacto ao caminhar. "O excesso de impacto pode gerar consumo de cartilagem de quadril, joelho, coluna e tornozelo, porque ocorre uma sobrecarga nessa cartilagem", diz o ortopedista Marcelo Cavalheiro, que lembra que o uso excessivo da sapatilha também pode gerar inflamação no tecido gorduroso que reveste o calcanhar, chamado de coxim gorduroso do calcâneo. Além disso, por ser baixinha demais, a sapatilha pode causar dores no tendão de Aquiles e fascite plantar (o famoso esporão), para quem não tem muita flexibilidade. "Até a pessoa melhorar o alongamento, ela pode usar um salto pequeno, de 2 a 3 cm, para o pé ficar ligeiramente inclinado, compensando a falta de alongamento", diz Fabiano Faria. Mas, se você não abre mão da sapatilha, tente usar uma palmilha de silicone ou espuma. Rasteirinha Apesar de também ser confortável, esse calçado é baixo demais e enfrenta problemas similares à sapatilha: pode levar ao desgaste de cartilagens de quadril, joelho, coluna e tornozelo se usadas em excesso. "A rasteirinha também aumenta a incidência de entorse de joelho e tornozelo e quedas, já que se prende facilmente em qualquer irregularidade do chão", alerta Marcelo Cavalheiro. Para aliviar os problemas, a solução é a mesma da sapatilha: procurar um sapato com salto pequeno ou com mais amortecimento. Salto plataforma O salto plataforma é um dos piores: acumula os prejuízos de ser alto demais - lesões na coluna, joelho e tornozelo -, e é muito instável, já que eleva tanto a parte da frente quanto a parte de trás do pé e aumenta o risco de torções. "Essas torções costumam ser bem graves, já que, com esse tipo de sapato, o pé costuma ficar muito acima do chão", alerta o ortopedista Fabiano Faria. Sapatos de bico fino O scarpin de bico fino é chique, mas seus pés podem sofrer com essa elegância. Segundo o ortopedista do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, esse sapato não deixa espaço para os dedos e pressiona-os demais, causando deformidades, tais como calosidades, bolhas e o famoso joanete. Fabiano aconselha que os sapatos de bico fino sejam substituídos por aqueles de bico mais alargado, principalmente se a pessoa tiver tendência a desenvolver joanete. Sapato com numeração errada A cena é clássica: basta achar um sapato maravilhoso e com um ótimo desconto que fica difícil resistir à tentação de levá-lo, mesmo que a numeração não seja exatamente a sua. No entanto, seja maior ou menor que seu pé, um sapato mal encaixado provoca calosidades e bolhas. "O sapato deve ser confortável para evitar quedas e bolhas, ou seja, precisa estar na o numeração correta", indica Marcelo Cavalheiro. fonte:http://www.minhavida.com.br/beleza/galerias/14632-acerte-na-escolha-do-sapato-sem-prejudicar-o-seu-corpo?utm_source=news_mv&utm_medium=beleza&utm_campaign=451951

Excesso de sódio na comida transforma coração em bomba-relógio

Um acordo do Ministério da Saúde com a indústria alimentícia prevê a redução gradual de sódio em diversas categorias de alimentos no Brasil. A lista inicial contém 16 variedades, que incluem massas instantâneas, pães e bisnaguinhas. Agora, o ministro Alexandre Padilha detalhou as metas de mais sete alimentos, com foco em produtos muito consumidos pelo público infanto-juvenil: batatas fritas e batata palha, pão francês, bolos prontos, misturas para bolos, salgadinhos de milho, maionese e biscoitos (doces ou salgados). O documento define o teor máximo de sódio a cada 100 gramas em alimentos industrializados e as metas devem ser cumpridas pelo setor produtivo até 2014 e aprofundadas até 2016. O objetivo é reduzir 1,6 mil toneladas de sódio nos alimentos preparados nos próximos cinco anos, para ajudar no combate a doenças crônicas no país agravadas pelo alto consumo de sódio, como hipertensão e doenças cardiovasculares. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, em 2010, a hipertensão atingiu 23,3% dos brasileiros, sendo que as mulheres são mais vítimas da doença (25,5%) que os homens (20,7%). A pesquisa, feita junto ao Núcleo de Pesquisa em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (NUPENS/USP), também mostrou que o diagnóstico se torna mais frequente conforme a idade avança - 50% das pessoas com 55 anos ou mais apresentam quadro de pressão alta. Hoje, no entanto, sabe-se que o controle do consumo de sódio pode evitar que a pressão arterial suba além da conta. A principal fonte de sódio é o sal de cozinha, mas ele está presente em muitos outros alimentos, sejam eles naturais ou industrializados, pois é um conservante natural. E o principal: não é por que o alimento é salgado que tem muito sódio. Uma pesquisa do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia ouviu mais de 1.200 hipertensos e descobriu que 93% deles não sabem fazer a relação entre o sal e o sódio descrito nas embalagens dos alimentos. E 75% deles nem sequer lêem os rótulos. Isso porque o mineral fica camuflado. Sódio escondido Isoladamente o sódio não tem sabor, mas poucos sabiam disso. Geralmente os médicos costumam recomendar a redução do sal para as pessoas com hipertensão porque ele é a principal fonte de sódio. Para se ter uma ideia do quanto de sal tem em um alimento, é só multiplicar o valor do sódio no rótulo por 2,5. Um alimento com 500 mg de sódio representa 1,25 g de sal, por exemplo. No entanto, o sal não é a única forma de encontrarmos o mineral. Recentemente, a Anvisa chegou a discutir a opção de acrescentar aos rótulos a quantidade de sal, em vez da de sódio, porém, isso não foi levado a diante justamente por ter alguns alimentos que apresentam sódio, mas não sal, como é o caso do leite, por exemplo. De acordo com dados da OMS, a população brasileira consome duas vezes mais sódio do que o recomendado. Para adultos hipertensos, o consumo diário do mineral deve ser de 4g, o equivalente a uma colher de sobremesa, enquanto para não-hipertensos, bastam 6g. "O sódio precisa estar em equilíbrio com o potássio, caso contrário pode desencadear doenças cardiovasculares. Além disso, como o mineral compete com o cálcio, o uso abusivo de sódio pode levar a menor absorção de cálcio, gerando problemas como osteoporose e raquitismo, entre outros", explica a nutricionista Eliane Cristina de Almeida, da Unifesp. Por estar presente em muitos alimentos, o mineral acaba se tornando uma ameaça para a saúde organismo, na medida em que não conseguimos fazer um controle maior do quanto estamos consumindo. Se é difícil seguir esse padrão, podemos pelo menos, diminuir consideravelmente o consumo de sódio se aprendermos a olhar rótulos. Lista do Ministério da Saúde Pão francês Teor atual: 648mg/100g Meta: 586mg/ 100g Redução: 2,5% ao ano até 2014 Batata palha ou frita Teor atual: 720mg/100g Meta: 529mg/ 100g Redução: 5% ao ano até 2016 Salgadinhos de milho Teor atual: 1.288mg/100g Meta: 747mg/ 100g Redução: 8,5% ao ano até 2016 Bolos prontos Teor atual: 463mg/100g Meta: entre 204mg/100g e 332g/100g (varia conforme o tipo de bolo) Redução: De 7,5% a 8% ao ano até 2014 Misturas para bolo Teor atual: 568mg/100g Meta: 334mg/100g (aerados) e 250mg/100g (cremosos) Redução: De 8% a 8,5% ao ano até 2016 Biscoitos Teor atual:1.220mg/100g (salgados), 490mg/100g (doces) e 600mg/100g (doces recheados) Meta: 699mg/100g (salgados), 359mg/100g (doces) e 265mg/100g (doces recheados) Redução: 7,5% a 19,5% ao ano até 2014 Maionese Teor atual: 1.567mg/100g Meta: 1.052mg/100g Redução: 9,5% ao ano até 2014 Outros alimentos Até 2012: Início da redução Massas instantâneas: até 1,9 grama por 100 gramas de alimento (30% do valor atual) Pães de forma: 645 miligramas por 100 gramas de alimento (redução de 10% ao ano) Bisnaguinhas: 531 miligramas por 100 gramas de alimento (redução de 10% ao ano) Até 2014 Pães de forma: até 522 miligramas por 100 g (10% ao ano) Bisnaguinhas: até 430 miligramas por 100 gramas de alimento (redução de 10% ao ano) Macarrão instantâneo "Toda a praticidade do miojo esconde um teor nutritivo baixíssimo", alerta a nutricionista Maria Fernanda Cortez. Só o tempero contém cerca de 50% do valor diário de sódio em uma dieta de duas mil calorias. Atualmente, cada 100 gramas de macarrão instantâneo produzido no Brasil apresenta entre 2.036 e 4.718 miligramas de sódio. No Canadá, a média de sódio é de 926,9 miligramas a cada 100 gramas do produto. Pão de forma Os índices dos produtos brasileiros também são expressivamente maiores. Enquanto no Canadá a média varia de 361 a 526 miligramas de sódio a cada 100 gramas do alimento, no Brasil, a mesma quantidade do produto traz entre 437 e 796 miligramas. Fast-food Campeão absoluto, além de gorduroso e altamente calórico, os fast-foods podem conter até 80% da ingestão diária de sódio recomendada."Além de aumentar a gordura e o colesterol do organismo, o sódio em excesso presente nesses alimentos podem causar a retenção de líquido, problemas cardiovasculares, aumento nos riscos de hipertensão, de celulite e de inchaço no corpo", diz a nutricionista Eliana Cristina. Comida congelada O sódio conserva o alimento, na medida em que diminui a atividade da água, impedindo o crescimento e a proliferação de micro-organismos. Além disso, alimentos congelados costumam ter o mineral em grandes quantidades para realçar o sabor dos alimentos. Salgadinho e biscoito A criançada que se cuide, pois os salgadinhos e as bolachas recheadas estão com o teor de sódio cada vez mais alto, por causa dos aromatizantes e do fermento. "É preciso criar o hábito de ler os rótulos. Assim, podemos evitar de comprar aqueles alimentos que tem muita gordura e muito sódio", ensina a especialista da Unifesp. Refrigerantes Até mesmo os diet, light ou zero são ricos no mineral, pois reduzem o açúcar, mas a quantidade de sódio continua lá presente, em alguns casos até em doses maiores do que nos refrigerantes convencionais. Cereal matinal Os cereais matinais, principalmente infantis, são ricas fontes de sódio. "Uma porção de 30 gramas de cereal, pode conter mais de 200 mg de sódio. E como a quantidade de sódio para crianças de até três anos de idade é de 225 mg do mineral, é preciso olhar os rótulos com muita atenção e até suprimir a marca do cardápio", alerta a especialista. Embutidos Salsicha, salame, linguiça, mortadela, tudo muito gostoso e prático, mas ricos em sódio. Além da gordura desses alimentos, o mineral é basicamente necessário para a conservação destes tipos de alimentos. Consumir com moderação é o segredo. Chocolate Sobremesas também podem conter alto teor de sódio. O chocolate, em geral, também usa o sódio na conservação. Chocolate branco tem mais sódio do que o amargo e o a versão ao leite, mas todos os três tipos podem trazer danos a saúde se consumidos em excesso. Carne bovina, leite e derivados O sódio é bastante abundante em alimentos de origem animal. "A carne bovina, ovos, peixes, leite e derivados já apresentam uma boa quantidade de sódio. Por isso, o tempero e o consumo em excesso deve ser medido", explica Eliana Cristina de Almeida. Alimentos naturais (feijão, cenoura, tomate, batata, acelga) Não são só os industrializados e os alimentos de origem animal que contém sódio. É possível encontrar o mineral em alguns legumes, vegetais e frutas. Feijão, soja, batata, tomate e acelga são fontes de sódio, no entanto, a nutricionista diz que as quantidades são pequenas. "O nosso corpo precisa de sódio e esses alimentos já nos fornecem a quantidade que precisamos. Se ficássemos só com eles, nosso organismo já estaria bem abastecido", explica Eliana. fonte: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/11390-excesso-de-sodio-na-comida-transforma-coracao-em-bombarelogio?nc=hur&utm_source=news_mv&utm_medium=especial&utm_campaign=email03

Temperos substituem o sal e deixam sua comida muito mais saudável

O sal é um dos vilões mais temidos da atualidade, mas também é o menos combatido. Isso porque desde sempre nós nos acostumamos a comer tudo com uma bela pitada de sal. E se fosse só essa pitada, tudo bem! Mas, o que torna o sal um grande vilão é que ele é a principal fonte de sódio que consumimos, podendo causar aumento da pressão arterial levando a problemas mais sérios de saúde, como a hipertensão e sobrecarregar os rins. Porém, manter o sal longe do prato ou pelo menos diminuir as quantidades dele nas receitas pode ser mais fácil do que você imagina. A substituição do mineral por outros temperos naturais dá novo gostinho às preparações e ainda por cima promove uma onda de boa saúde. "Os temperos naturais ou condimentos melhoram o sabor, aroma e aparência dos alimentos preparados", explica a nutricionista Maíra Malta, da Unesp. Por isso, confira abaixo alguns temperos que te ajudam a se manter longe do sal. Alho e Cebola: Os acompanhamentos básicos de quase todos os nossos pratos fazem muito bem a nossa saúde. "O alho, por exemplo, contribui para a diminuição da pressão sanguínea e dos níveis de colesterol. Já a cebola inibe a ação de algumas bactérias e fungos prejudiciais ao nosso organismo e diminui os riscos de trombose e aterosclerose", diz a especialista. A duplinha também ajuda na prevenção de alguns tipos de câncer, como o de pulmão, estômago, próstata e fígado. Sálvia: Esta erva é usada como condimento e como planta medicinal por sua ação anti-inflamatória e por ser estimulante da digestão. "A sálvia é indicada nos casos de falta de apetite, edema, afecções da boca, afta, tosse e bronquite. Fica ótima com massas e aves", diz Maíra Malta. A sálvia pode ser usada tanto em pó como as folhas inteiras. Manjericão: A erva já é amiga da cozinha há muito tempo. Você provavelmente já a usou diversas vezes e seu gostinho inconfundível é o toque que falta em molhos vermelhos, tortas, saladas ou no clássico molho pesto. "O manjericão, além de muito gostoso, é amigo do sistema cardiovascular e acalma os espasmos da digestão. Quando utilizado em grandes quantidades, é um ótimo fortificante e antigripal." Alecrim: A planta confere um gostinho leve e especial quando usada na preparação de carnes vermelhas ou peixes. No arroz e em sopas é uma boa pedida também, perfumando o prato e a cozinha. "O alecrim faz bem porque combate o vírus da gripe e previne doenças dos rins, da retina e da catarata." Salsa: A salsinha também já é famosa conhecida de quem cozinha. Seja ela desidratada ou em folhas frescas, confere aos pratos um sabor leve e agradável, além é claro, de também ser uma aliada do nosso organismo, pois, como ensina a nutricionista, a salsa combate doenças do coração e dos rins. Pimentas: Não é só na Bahia que este condimento é popular. Há quem ame e quem não viva sem. Mas, o importante é saber que a pimenta é muito mais do que um sabor afrodisíaco. O sabor ardido é por causa da capsaicina, substância antioxidante de ação curativa. "Além de prevenir alguns tipos de câncer e de reduzir o colesterol ruim (LDL) do sangue, a pimenta também acelera o metabolismo e, por isso, auxilia no emagrecimento." Coentro: Tantos as folhas como as sementes do coentro são ricas em ferro e vitamina C, alivia indigestão e tem poder calmante. Estragão: Apesar de não ser muito conhecido, pode ser facilmente encontrado nas lojas de temperos ou até em supermercados. Suas folhinhas são parecidas com erva-doce. Experimentar estragão vai garantir um sabor novo, levemente adocicado, à comida, além de aliviar a cólica menstrual e auxiliar na digestão. Hortelã e menta: Estas duas plantinhas são na verdade parte de um mesmo gênero, a Mentha. Os sabores são muito parecidos e, por isso, ambos caem muito bem como complemento de peixes, carnes e molhos. Além de refrescantes, a nutricionista Maíra Malta nos ensina que essas plantinhas são ótimas para a digestão e proporcionam alívio para crises de bronquite, cólica estomacal e intestinal, dores, gripes e tosses. Com o tempo seco, o temperinho cai muito bem. Louro: Caldinhos de feijão, sopa de legumes e carnes recheadas ficam com um sabor todo especial quando acrescentamos duas ou três folhinhas de louro. "Além de perfumar, os chás das folhas de louro proporcionam alívio contra gases", ensina a nutricionista. Orégano: Não é só na pizza que o orégano é bem-vindo. Muitas pessoas evitam o tempero por considerá-lo forte demais, por isso, o segredo é colocar apenas uma pitadinha, combinada outros ingredientes. As folhas de orégano fresco dão ainda mais aroma ao prato. Tomilho: Esta erva é muito versátil porque pode ser usada em praticamente tudo na cozinha. Sem contar que é bom para aliviar distúrbios intestinais e prevenir inflamações. Além de muito saborosa, a plantinha é também muito bonita com suas folhas verdes em formato de coração e pequenas florzinhas. Por isso, além de usá-la como tempero, vale também investir na decoração do prato. Açafrão: Está faltando uma corzinha no seu prato? Invista no açafrão. Além de proporcionar um sabor agradável, deixa o prato mais colorido, com tom amarelado. Muito usado na culinária Mediterrânea, o condimento tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatória que melhoram a digestão. Gengibre: Bom e velho conhecido dos japoneses, o gengibre com seu sabor picante e adocicado, pode ser usado tanto em doces como salgados, além de ser bom acompanhamento para sucos e sopas. "O gengibre tem propriedades que combatem a dor de cabeça, o enjoo e as náuseas. Por ser também um alimento termogênico, o gengibre aumenta a temperatura do corpo, obrigando o organismo a gastar mais energia", ensina a nutricionista da Unesp Maíra Malta. fonte:http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/11762-temperos-substituem-o-sal-e-deixam-sua-comida-muito-mais-saudavel?nc=izn&utm_source=news_mv&utm_medium=especial&utm_campaign=email03

Oito alimentos que ajudam a combater a hipertensão

Doenças cardiovasculares são responsáveis pelo maior número de mortes no Brasil e em mais da metade dos casos ela é decorrente da pressão alta. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão, a pressão arterial elevada atinge 30% da população adulta brasileira e está presente em mais de 50% das pessoas na terceira idade. Embora não tenha cura, a hipertensão pode ser controlada e evitada com algumas mudanças de hábito. E se você já pensou "não tenho tempo para praticar exercícios ou qualquer coisa semelhante", saiba que apenas incluindo alguns alimentos em sua dieta, a prevenção e o controle já são desenvolvidos naturalmente pelo seu organismo. Confira a seguir oito desses alimentos: Aveia "A aveia faz parte do grupo dos carboidratos e é uma excelente fonte de fibras, vitaminas e minerais", explica Cátia Medeiros, especialista em nutrição clínica pelo Ganep-SP e membro da clínica Espaço Nutrição. O alimento auxilia no processo de emagrecimento por retardar o esvaziamento gástrico, o que prolonga a sensação de saciedade. Desse modo, ele auxilia no controle da glicose sanguínea, sendo uma importante ferramenta para hipertensos. Além disso, a aveia contém magnésio que, em união com o cálcio, ajuda no relaxamento da musculatura, diminuindo o inchaço do corpo. Amêndoa e noz Por serem boas fontes de magnésio, amêndoas e nozes atuam como vasodilatadores, ou seja, ampliadores dos vasos sanguíneos, o que auxilia no controle da pressão arterial. Esses alimentos também são ricos em vitamina E, um dos principais antioxidantes naturais existentes, que ajudam a retardar o envelhecimento e diversas complicações cardíacas, como explica a nutricionista Cátia Medeiros. Alimentos ricos em ômega 3 Presente em alimentos como sardinha, salmão, atum, linhaça e azeite, os ácidos graxos ômega 3 devem ser consumidos por pessoas com hipertensão em uma dose acima do valor diário recomendado normalmente, aponta a nutricionista Cátia Medeiros. Estudos comprovam que a ingestão dessa substância está intimamente relacionada à diminuição da vasoconstrição e ao aumento da vasodilatação. Em outras palavras, o ômega 3 não só dificulta a síntese responsável por contrair os vasos sanguíneos como ainda facilita a síntese que promove a sua abertura. Ervas O que a salsa, a cebolinha, o coentro, o alecrim, a sálvia, o manjericão, o louro e o tomilho têm em comum? Todos são ótimos temperos naturais e, por isso, podem substituir como nenhum outro alimento o uso do sal. "Reduzindo o sal, também há diminuição da ingestão de sódio, um dos principais vilões dos hipertensos", alerta a nutricionista Cátia Medeiros. O sódio favorece a retenção de líquidos no organismo, aumentando a pressão arterial e elevando o risco de doenças renais e cardiovasculares. Alho Ótima fonte de vitamina C, o alho tem alto poder antioxidante, atuando na diminuição de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce, pelo câncer e até por doenças cardíacas. Além disso, a combinação de diversos elementos presentes nesse alimento, como o magnésio, auxilia - ainda que de forma singela - na dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo a pressão e facilitando a circulação do sangue. Cereais integrais Eles reduzem as chances de diabetes, previnem o câncer, ajudam a manter o peso e ainda são grandes combatentes da hipertensão. Motivos não faltam para incluir cereais integrais, como farelo de aveia e gérmen de trigo, na sua dieta. O grande mérito desses alimentos é a concentração de magnésio, que, segundo a nutricionista Cátia Medeiros, estimula a dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo, por tabela, o inchaço típico de pessoas que retêm líquidos. Alimentos ricos em potássio Se, por um lado, o sódio estimula a retenção de líquidos no organismo, aumentando a circulação sanguínea e, consequentemente, a pressão arterial, o potássio age como um natriurético, estimulando a eliminação do sódio presente no corpo. Assim, alimentos ricos nesse elemento são muito recomendados para hipertensos. "O potássio está presente no inhame, no feijão preto, na abóbora, na cenoura, no espinafre, no maracujá, na laranja, na banana e em diversos outros alimentos", explica Cátia. Leite e derivados Importantes fontes de cálcio, leite e derivados não podem ficar de fora da dieta de pessoas com hipertensão. O cálcio funciona como hipotensor, ou seja, atua na diminuição da pressão sanguínea, uma vez que estimula a eliminação de sódio. A grande vantagem desses alimentos é o fato de pequenas porções apresentarem grande concentração do mineral. A nutricionista ainda recomenda que sejam consumidas as versões desnatadas e com baixo teor de gordura, como o queijo branco. fonte:http://www.minhavida.com.br/saude/galerias/13633-oito-alimentos-que-ajudam-a-combater-a-hipertensao?nc=ddb&utm_source=news_mv&utm_medium=especial&utm_campaign=email03

Frutas vermelhas podem prevenir hipertensão arterial

Comer ao menos uma porção por semana pode reduzir o risco em 10% Uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition comprova que existem compostos bioativos nas frutas vermelhas capazes de oferecer proteção contra hipertensão. O nome do composto é antocianina. Ele pertence à família dos flavonoides e é encontrado em grande quantidade nas frutas de coloração avermelhada e arroxeada, como framboesa, mirtilo, amora e groselha. A equipe de cientistas estudou 134 mil mulheres e 47 mil homens durante um período de 14 anos. Nenhum dos participantes tinha hipertensão no início. Os indivíduos foram convidados a preencher questionários sobre a sua saúde a cada dois anos. Também foi realizada uma avaliação das dietas a cada quatro anos. A incidência de hipertensão nos indivíduos durante esse tempo foi, então, relacionada ao consumo de flavonoides diferentes de diversos alimentos (frutas diversas, chás, legumes). Quando os pesquisadores analisaram os resultados, descobriram que os participantes que comeram pelo menos uma porção de frutas vermelhas por semana reduziram o risco de desenvolver a doença em 10%. Os estudiosos afirmam que as antocianinas são facilmente incorporadas à dieta e estão presentes em muitos alimentos comumente consumidos. Neste estudo, o mirtilo foi a fonte mais rica, mas outras fontes ricas em antocianinas são groselhas, berinjelas e framboesas. A próxima etapa da pesquisa será a realização de ensaios clínicos com diferentes fontes alimentares de antocianinas para definir a dose ideal para a prevenção da hipertensão. Isso permitirá o desenvolvimento de recomendações de saúde pública orientadas sobre como reduzir a pressão arterial. 8 dicas para evitar e controlar a hipertensão Controlar a hipertensão com remédios é rotina na vida de um quarto dos brasileiros. A doença, que sobrecarrega o coração, é crônica e pode causar sérios problemas para visão, rins e cérebro, além de ser causadora de infarto do miocárdio. No entanto, pequenas atitudes podem evitar o quadro ou ajudar no controle dele. Abaixo, o cardiologista José Kawazoe Lazzoli, especialista em cardiologia e presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBME), indica uma série de hábitos que, diluídos no dia a dia, ajudam você a viver de maneira mais saudável sem depender da farmácia. 1. Verifique a pressão arterial mensalmente De acordo com o especialista, mesmo quem não sofre com a doença precisa ficar atento e medir a pressão ao menos uma vez por ano. "Cerca de 25% da população adulta é composta por hipertensos, mas a maioria deles nem desconfia disso e ignora os cuidados, podendo sofrer com problemas mais sérios no futuro", diz o médico. Não vale, entretanto, medir a pressão de qualquer jeito: - Repouse 15 minutos antes, em um lugar tranquilo - Caso tenha fumado, aguarde 30 minutos - Não fale durante o procedimento - Permaneça deitado ou sentado durante o processo - Esvazie a bexiga - Após exercícios físicos, aguarde 30 minutos - Não tome café 20 minutos antes da medição 2. Evite o excesso de peso A grande quantidade de gordura corporal também afeta o aumento da pressão arterial. Acabar com o excesso de peso é uma ótima sugestão para quem não deseja encarar riscos. "É como se o coração fosse obrigado a aumentar a força para bombear o sangue em direção aos outros órgãos. Quando o peso diminui, muitas vezes, também reduzimos a dose dos medicamentos", afirma o cardiologista. 3. Mantenha uma alimentação saudável Há uma gama de alimentos que podem desencadear ou agravar a doença. "O excesso de sal e de gorduras saturadas, assim como a ingestão de gorduras trans são amigos da hipertensão. Evitá-los é fundamental para manter a doença longe e ou para controlá-la", ressalta o médico. 4. Reduza o consumo de bebidas alcoólicas Segundo o especialista, consumir bebidas alcoólicas de forma moderada não é prejudicial para a pressão arterial, mas exagerar na dose pode causar estragos. "O consumo excessivo de álcool compromete todo o organismo, inclusive a pressão arterial", adverte o médico. 5. Acalme os nervos De forma isolada, o estresse não é capaz de causar a hipertensão, mas quando combinado com outros fatores de risco pode agravar o quadro. "Ao buscar alternativas para viver de maneira mais tranquila, o coração tende a trabalhar melhor e as doses dos medicamentos podem até diminuir", esclarece o cardiologista. 6. Abaixo a fumaça O cigarro deve ser mantido apagado - e bem longe - se o desejo é permanecer distante dos riscos da hipertensão. O fumo é um dos principais fatores de risco para doença arterial coronariana. "As substâncias tóxicas do cigarro provocam o enrijecimento das artérias, fato que compromete a passagem de fluxo sanguíneo e faz a pressão subir", afirma José Kawazoe. 7. Não tome medicamentos sem prescrição médica Nada de se automedicar e correr riscos. Os remédios de hipertensão devem ser prescritos após uma série de exames. "Cada pessoa apresenta um nível diferente de elevação da pressão arterial. Por isso, é importante ressaltar que o uso indevido desses medicamentos pode contribuir até para a piora do quadro. O remédio que funciona para um amigo, certamente não funcionará para você", alerta o especialista. 8. Hora de mexer o corpo Pessoas sedentárias têm cinco vezes mais chance de desenvolver hipertensão arterial do que indivíduos fisicamente ativos. José Kawazoe explica o motivo: "A prática regular de exercícios ajuda no controle dos níveis da pressão arterial, porque melhora o condicionamento físico do coração, fazendo com que ele não fique sobrecarregado". fonte: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/13177-frutas-vermelhas-podem-prevenir-hipertensao-arterial?nc=xgv&utm_source=news_mv&utm_medium=especial&utm_campaign=email03

terça-feira, 24 de abril de 2012

Conheça a chamada frutinha da felicidade e saiba como inserir na sua alimentação

A sensação da temporada de alimentos saudáveis vem diretamente do Oriente: pode ser encontrada no Tibete e na região da Mongólia. A goji berry possui uma cor vermelha escura e poucas sementes, além de um leve sabor doce. Sua aparência lembra a de um tomate seco, mas por trás de uma imagem frágil se esconde uma gigante quando o assunto é componentes nutritivos. Os frutos são naturalmente ricos em antioxidantes carotenoides, vitamina A, e zeaxantina. Como se isso não bastasse, possui as vitaminas do complexo B, vitamina C e polissacarídeos importantes. “Seus benefícios para a saúde são diversos, especialmente devido às propriedades antioxidantes (que evitam o envelhecimento precoce), atuam beneficamente contra doenças cardiovasculares e inflamatórias, problemas de visão, do sistema neurológico e imunológico. Também são atribuídas a ela propriedades anticancerígenas.”, diz a nutricionista Sabrina Longhi. De acordo com a profissional, como a fruta ainda é novidade por aqui, pode haver dúvidas sobre seu consumo. “Normalmente a goji berry se apresenta na forma de fruta seca (foto ao lado), por isso essa é forma mais fácil de ser encontrada, como se fosse uma uva passa”, diz. Ela pode ser consumida como petisco, em punhados de 40 ou 50 gramas. Outra boa alternativa é o chá, que é feito a partir de uma pequena quantidade das bagas fervidas em água. Para quem tem acesso à fruta fresca, é recomendado o suco, que mantém todas as propriedades nutricionais. Estimula a imunidade Os aminoácidos presentes na goji berry estimulam o sistema imunológico evitando assim o surgimento de gripes e resfriados. Com tantos benefícios, a frutinha justifica os apelidos de “happy berry” e “smiling berry” que correm o mundo. Isso explica muito bem “a febre” em torno dela. “É normal, como a cada alimento novo que surge, as pessoas hoje em dia busquem pelo bem estar e, tudo que possa melhorar sua qualidade de vida. Não acho que isto seja negativo, mas as pessoas devem saber exatamente o que estão consumindo e, por isso o nutricionista é o único profissional capacitado para orientar este indivíduo”, alerta. “Por ser uma novidade alimentar ainda não existem estudos que indiquem algum malefício ocasionado pelo consumo da fruta, sendo assim todos os indivíduos podem consumi-la”, explica a nutricionista. Ana Paula Alcântara fonte:http://daquidali.com.br/saude-da-mulher/conheca-a-chamada-frutinha-da-felicidade-e-saiba-como-inserir-na-sua-alimentacao/

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Oito receitas de bolo para o café da tarde

Bolo de banana Muito cremosa, essa receita é uma ótima sobremesa Ingredientes 300 gramas de banana passa picada 1 xícara de açúcar 2 copos de água 6 ovos 2 xícaras de açúcar peneirado 2 xícaras de farinha de trigo peneiradas 1 colher de sobremesa de fermento em pó Modo de Preparo: Faça um doce cremoso juntando a banana, o açúcar e a água. Bata as 6 gemas e as 2 xícaras de açúcar peneirado até formar um creme branco. Acrescente 2 xícaras de farinha de trigo e 1 colher de sobremesa de fermento em pó à mistura. Bata as claras em neve. Misture o doce de banana com a massa. Unte uma forma polvilhada com farinha e leve ao forno até dourar. Bolo de cacau Aproveite a receita que leva adoçante Ingredientes: Meia xícara (chá) de margarina light 2 colheres (sopa) de cacau em pó 2 gemas 1 e meia xícara (chá) de farinha de trigo 1 colher (sopa) de fermento em pó meia xícara (chá) de leite desnatado 2 claras em neve firme Recheio e Cobertura: 1 xícara (chá) de leite desnatado quente 40 envelopes ou colheres dosadoras de adoçante 2 xícaras (chá) de creme de leite fresco 6 damascos secos picados Modo de Preparo: Unte e enfarinhe uma fôrma de bolo média. Preaqueça o forno em temperatura média (180o.C). Bata a margarina, o cacau e as gemas até obter um creme. Junte a farinha, o fermento e o leite. Acrescente delicadamente as claras. Coloque na fôrma e leve ao forno por cerca de 30 minutos. Deixe esfriar e desenforme. Reserve. Misture o leite com 15 envelopes ou colheres dosadoras de adoçante. Corte o bolo ao meio e fure bem a superfície das duas metades com o garfo. Regue ambas com a mistura. Bata o creme de leite em ponto de chantili com o restante do adoçante e junte os damascos. Monte o bolo passando uma camada entre as duas metades. Cubra com a cobertura restante e decore a gosto. Receita cedida por Finn Bolo de cenoura da vovó A receita é perfeita para acompanhar uma conversa durante a tarde Ingredientes: 1/2 xícara (chá) de óleo 3 cenouras médias raladas 4 ovos 2 xícaras (chá) de açúcar 2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo 1 colher (sopa) de fermento em póPara a cobertura 1 colher (sopa) de manteiga Para a Cobertura: 3 colheres (sopa) de chocolate em pó ou achocolatado 1 xícara (chá) de açúcar 5 colheres (sopa) de leite Modo de Preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador. Primeiro a cenoura com os ovos e o óleo, depois os outros ingredientes, menos o fermento. O fermento deve ser misturado lentamente com uma colher. Asse em forno pré aquecido (180°C) por 40 minutos. Misture o chocolate, o açúcar e o leite, leve ao fogo, faça uma calda e coloque por cima do bolo. Informações nutricionais por porção: Rendimento: 12 pedaços Calorias: 368,6 kcal Carboidratos: 64,9g Proteínas: 4,5g Gorduras: 9,9g Enviada por: Thais Bastos Padilha Tempo de preparo: 20 minutos Tempo de cozimento: 40 minutos Tempo total: 1 hora Bolo de fubá com queijo e goiabada A receita que deixa um gostinho de quero mais Ingredientes: 1 xícara (chá) de leite 1 e meia xícara (chá) de açúcar 1 xícara (chá) de óleo 3 ovos 2 xícaras (chá) de farinha de trigo 1 xícara (chá) de fubá 100 g de goiabada cortada em cubos pequenos 100 g de Queijo Minas Frescal cortado em cubos pequenos 1 colher (sopa) de fermento em pó Modo de Preparo: Unte e enfarinhe uma fôrma de bolo média. Reserve. Pré-aqueça o forno em temperatura média (180oC). Bata no liquidificador o leite, o açúcar, o óleo e os ovos. Coloque em uma tigela, junte a farinha, o fubá e misture bem. Acrescente os cubos de goiabada e de Queijo Minas misturando delicadamente. Acrescente o fermento. Coloque na fôrma reservada e leve ao forno por cerca de 50 minutos. Deixe amornar e desenforme. Receita cedida por Tirolez (www.tirolez.com.br) Bolo de laranja light Uma receita simples e deliciosa para te acompanhar em qualquer momento Ingredientes: 4 ovos 1 xícara (chá) de açúcar light 1/2 xícara (chá) de leite desnatado 1/2 xícara (chá) de margarina light 2 xícaras (chá) de farinha de trigo 1 colher (sopa) de fermento em pó 150 ml de suco de laranja 1 xícara (chá) de geléia light de laranja 1 colher (sopa) de semente de gergelim branco. Modo de Preparo: Bata os ovos com açúcar light até formar um creme. A seguir aqueça o leite, dissolva a margarina light, desligue a batedeira e, aos poucos, misture alternadamente farinha, leite com margarina, ovos batidos com açúcar, suco de laranja e por último, o fermento. Despeje em uma fôrma untada e enfarinhada e leve ao forno médio (180ºC), pré-aquecido, por cerca de 40 minutos. Retire do forno, espere esfriar um pouco, desenforme e umedeça com um ¼ de copo de suco de laranja. Cubra com geléia light e decore com sementes de gergelim. Receita cedida pelo site Rudge SBC Bolo de limão com iogurte Essa receita proporciona um lanche macio e delicioso Ingredientes: 2 gemas 1 xícara (chá) de adoçante culinário em pó 4 colheres (sopa) de azeite de oliva espanhol 1 xícara (chá) de farinha de trigo 2 colheres (chá) de fermento em pó 2 colheres (sopa) de maisena ½ xícara (chá) de iogurte desnatado 6 claras 2 colheres (sopa) de suco de limão 1 colher (sopa) de raspas de casca de limão Modo de Preparo: Bata por 3 minutos na batedeira as gemas com a metade do adoçante e o azeite de oliva (reserve 3 colheres das de chá). Sem parar de bater, adicione a farinha de trigo peneirada com o fermento e a maisena, alternando com o iogurte. Misture com cuidado 2 claras em neve. Com o azeite de oliva reservado, unte uma assadeira (22 cm x 22cm), enfarinhe e despeje a massa. Leve ao forno preaquecido em temperatura média (180ºC) por 17 minutos ou até que enfiando um palito no bolo ele saia limpo. Retire do forno, desenforme e reserve. Coloque em uma panela o restante das claras e do adoçante. Junte o suco de limão e as raspas de casca de limão. Leve ao fogo, sem parar de mexer, até aquecer. Retire do fogo, transfira para a tigela da batedeira e bata por 10 minutos ou até obter um merengue. Montagem: Arrume os pedaços de bolo nos pratos, cubra com o merengue e decore com raspas de casca de limão e folhas de hortelã. Bolo de milho verde light Muito fofinho; ele desbanca a receita com fubá Ingredientes: 6 unidades de espiga de milho limpa 10 colheres de sopa de açúcar 1 xícara de chá de farinha de trigo peneirada 4 unidades de clara de ovo 1 xícara de chá de leite em pó desnatado 1/3 copo americano de leite de vaca desnatado ½ colher de chá de fermento. Modo de Preparo: Ralar as espigas de milho e peneirar. Misturar o conteúdo que passou pela peneira com o açúcar, o leite em pó desnatado e o leite de vaca desnatado, gradativamente. Acrescentar a farinha de trigo, misturada ao fermento em pó e reservar. Bater as claras em neve e juntar a massa às claras. Colocar em forma de 25 cm de diâmetro, untada e polvilhada. Assar em forno médio (180 ºC) por 60 minutos. Cada fatia tem 80 calorias. Bolo rápido de coco Perfeito para adoçar o seu dia Ingredientes: 4 ovos 1 lata de leite condensado 100g de coco ralado seco 1 colher de sopa de fermento em pó Manteiga para untar Modo de Preparo: Bata os ovos. Junte o leite condensado, o coco ralado e o fermento e mexa até misturar bem. Despeje numa forma refratária untada. Coloque-a no forno sobre um suporte e asse durante uns 10 minutos, até perceber que o bolo já adquiriu uma consistência leve e seca. Gire a forma na metade do tempo. Receita retirada do livro Receitas e Dicas para Microondas fonte: Minha vida saudável.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Alcance as metas da dieta com a ajuda dos chás

Espantar o frio com uma boa xícara de chá é uma delícia, que fica melhor ainda quando este chá ajuda na dieta. E, se você está pensando apenas na economia de calorias, segure o queixo: há muitos outros benefícios que as ervas podem oferecer ao seu emagrecimento. "As infusões ajudam na digestão, aceleram o metabolismo, combatem o inchaço e até cortam o apetite quando ele perde o limite", afirma o consultor farmacêutico Kali Rafael Nardino, da Divine Shen. Abaixo, você encontra uma série de sugestões que ajudam a vencer os principais obstáculos durante a fase de perda de peso. O especialista ainda conta tudo sobre as propriedades do chá Oolong, uma poderosa receita chinesa que oxida as gorduras e faz o seu metabolismo agir na velocidade de um raio. Inchaço O problema mascara o resultado de muitas dietas. A calça jeans não fecha, as formas não aparecem definidas e você acha que todo o seu esforço não está valendo a pena. O acúmulo de líquidos no organismo pode ser causado por vários fatores, como excesso de sal na alimentação ou uso de alguns medicamentos, como corticoides e anti-inflamatórios. O cabelo de milho (Zea mays) é um eficiente diurético, porque ajuda a regular as funções dos rins e da bexiga e combate o, principalmente, o inchaço nas pernas. "O ideal é tomar de 2 a 3 xícaras de chá ao dia, em infusão, ou 1 xícara pequena no final do dia", diz o farmacêutico. Ele também recomenda doses de chás verde e chá preto, que também têm propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. mulher bebendo chá - Foto Getty Images Apetite voraz Erva-doce, carqueja, espinheira-santa, chapéu-de-couro, jurubeba, abacateiro, cavalinha e bugre cortam a fome fora de hora, segundo o especialista. "Mas precisamos levar em conta a qualidade da matéria-prima, o que é determinada principalmente pela forma de cultivo, procedência, processamento e armazenagem", diz o farmacêutico, que também recomenda o consumo de chá branco. "Ele ajuda a desinchar, desintoxicar e acelerar o metabolismo, facilitando a queima de gordura. A vantagem é que faz tudo isso de maneira mais intensa e com sabor bem suave", afirma. mulher bebendo chá - Foto Getty Images Ansiedade Várias infusões podem ser utilizadas como calmantes naturais, agindo no sistema nervoso central, baixando a ansiedade (sintoma que costuma desencadear a compulsão à comida). O especialista recomenda camomila (Matricaria chamomile), alecrim (Rosmarinus officinalis), melissa (Melissa officinalis), hortelã (Mentha piperita), capim-limão (Cymbopogon citratus), jasmim (Jasminum officinalis) e anis (Pimpinella anisum). "Mas não misture muitas plantas se você não conhece bem as ervas e não sabe quais serão os efeitos em seu organismo", afirma. chá de hibisco - Foto Getty Images Digestão Algumas plantas com ações digestivas podem auxiliar no funcionamento do intestino, assim, de certa forma também acabam contribuindo para manter uma barriga lisinha. Outras ervas contêm substâncias que atuam no fígado, ajudando a quebrar a gordura em moléculas menores. "Na lista das plantas conhecidas como digestivas estão o hibisco (Hibiscus sabdariffa), psilium (Plantago psyllium), a cáscara-sagrada (Rhamnus purshiana), a zedoária (Curcuma zedoaria) e fucus (Fucus vesiculosus)", indica Kali Rafael. Além das plantas listadas, outro velho conhecido é o boldo (Peumus boldus Molina) que também é chamado popularmente como boldo-do-chile. Suas folhas são usadas na medicina popular para tratamento de problemas digestivos e hepáticos. "Mesmo sendo muito difundido entre a população, alguns estudos toxicológicos sugerem que o chá de boldo deve ser consumido com moderação e cuidado, além de ser proibido na gravidez porque ameaça a saúde do bebê", diz o farmacêutico. chá branco - Foto Getty Images Queima de gordura O chá branco e o chá verde são excelentes aliados para queima de gordura. Os dois são extraídos da Camellia sinensis, mas em épocas diferentes. Para produzir chá branco, são coletadas as folhas mais jovens, antes de entrarem no processo de oxidação natural. Nessa fase, quando ainda estão cobertas por uma penugem esbranquiçada (daí o nome chá branco), concentram catequinas e polifenóis substâncias altamente antioxidantes e termogênicas (capazes de acelerar o ritmo do metabolismo). chá oolong - Foto Getty Images Oolong, o chá que oxida as gorduras A cafeína é uma das substâncias estimulantes mais consumidas em todo o mundo, sendo encontrada em chás, café, cacau, guaraná, chocolate e nos refrigerantes. Ela pode acelerar o metabolismo, mas somente alguns tipos de chá possuem propriedades que vão além do efeito isolado da cafeína, pois apresentam componentes fenólicos que podem auxiliar no equilíbrio do organismo com ações anti-oxidantes e desintoxicantes, entre outras. No Japão, estudos feitos com chá do tipo oolong, rico em cafeína e catequina-polifenóis, mostraram aumento no gasto metabólico de 24 horas e aumento da oxidação de gorduras. fonte:http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/5169-alcance-as-metas-da-dieta-com-a-ajuda-dos-chas?utm_source=news_mv&utm_medium=finaldesemana&utm_campaign=446256

Matérias Inclua a tapioca no seu cardápio sem escapar da dieta

De origem indígena e típica das regiões do Norte e Nordeste, a tapioca invadiu as ruas, parques, feiras, restaurantes e lanchonetes de todo o país. Até na barraquinha mais modesta da esquina, amontoa gente em busca do sabor cheio de brasilidade. Mas o que será que a tapioca tem de tão especial para deixar de ser um prato indígena e se transformar em febre nacional? Simples, a massa é feita à base de farinha de polvilho e água. Para Caio Bassoli, proprietário da Casa da Tapioca, em São Paulo, o segredo do sucesso está na variação de recheios que sua massa permite: "os mais de 50 sabores, entre combinações doces e salgadas, agradam a todos os bolsos e paladares. Não tem nada mais simples e gostoso", completa ele. Embora seja saborosa, o problema é que a tapioca não é muito nutritiva e, se a combinação escolhida for muito calórica, a dieta fica abalada. Mas, para não passar vontade, a nutricionista Cristiane Ruiz dá dicas de como é possível encaixar a delícia no cardápio sem engordar. Tapioca- foto divulgação Equilibre a tapioca Como é feita de farinha de polvilho e água, a massa da tapioca é pouco nutritiva. Uma porção de 50 gramas da massa tem 68 calorias e apenas 1,6 gramas de proteínas. "Ela é rica em carboidratos, o que faz dela, enquanto pura, uma alimentação pouco saudável", explica a nutricionista Cristiane Ruiz. A dica é tentar compensar na escolha dos recheios, a deficiência nutricional da massa. Com o cuidado de não abusar nos ingredientes calóricos, que podem tornar a receita nutritiva e mais gorda também. Cristiane Ruiz sugere opções mais lights de recheio, como o de Romeu e Julieta light, feito com geleia de goiaba diet e queijo branco. (Veja a receita logo abaixo) Tapioca pede moderação A nutricionista explica que a quantidade liberada para ingestão diária depende muito do gasto calórico de cada pessoa. Para não engordar, a regrinha é queimar mais energia do que a consumida durante dia. Outro ponto é que, em excesso, o sistema digestivo também sai prejudicado. "Tapioca não tem fibras e nutrientes que facilitam o trânsito intestinal, por isso, pode causar prisão de ventre e constipação. Já a azia, pode ser provocada pelo polvilho usado na massa", explica a nutri. Tabela nutricional Alimento Quantidade Calorias Açúcar de confeiteiro 1 colher (sopa) - 10g 40 Açúcar refinado 1 colher (sopa) -24 g 96 Banana nanica 1 unidade média - 110 g 101 Calabresa 1 rodela - 10 g 42 Calda de chocolate 1 colher (sopa) - 15 g 46 Carne seca 1 colher (sopa) - 20 g 53 Catupiry 1 colher (sopa) - 30 g 68 Cheddar 1 colher (sopa) - 20 g 75 Chocolate picado 1 colher (sopa) - 16 g 85 Coco ralado 1 colher (sopa) cheia - 9 g 63 Frango 1 colher (sobremesa) - 15 g 21 Geléia de goiaba diet 1 colher (sopa) - 25 g 68 Goiabada 1 fatia média - 40 g 128 Leite condensado 1 colher (sopa) -15 g 50 Manteiga 1 colher (sopa) -10 g 74 Morango 1 unidade média - 12 g 4 Queijo coalho 1 fatia fina -20 g 56 Queijo minas 1 fatia pequena - 20 g 53 Queijo minas light 1 fatia pequena - 20 g 28 Requeijão 1 colher (sopa) rasa - 15 g 41 Confira combinações menos calóricas para quem não quer brigar com a balança Queijo, orégano e manteiga (50 g): 366 calorias por porção Frutas com geleia (50 g): 250 calorias por porção Queijo fresco, peito de peru e tomate seco: 327 calorias por porção Receita de tapioca Ingredientes da massa base 1 kg de polvilho doce Água Modo de preparo Umedeça o polvilho com água, para dar uma liga e deixe na geladeira por 12 horas. Passe a massa numa peneira e misture uma pitada de sal. Separe uma pequena quantidade da mistura e coloque em uma frigideira aquecida como se fosse uma panqueca, deixe a farinha ficar úmida e vire com uma espátula. Depois, basta espalhar o recheio escolhido em cima da massa base, dobrar ao meio e servir. Recheios Salgados Queijo, frango e requeijão Queijo, orégano e manteiga Carne seca com cheddar e catupiry Calabresa com queijo e cheddar Quatro queijos Doces Leite condensado com coco Banana com leite condensado e canela Banana e chocolate Romeu e Julieta Chocolate com coco fonte:http://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/10354-inclua-a-tapioca-no-seu-cardapio-sem-escapar-da-dieta?utm_source=news_mv&utm_medium=finaldesemana&utm_campaign=446256

quinta-feira, 19 de abril de 2012

10 atitudes para ajudar no emagrecimento:

Ao mudar alguns hábitos, você adquire um estilo de vida mais saudável Se você é daquelas pessoas que imaginam que emagrecer é uma simples questão de restrição de calorias está na hora de reavaliar as suas atitudes durante a dieta. Ter um novo pensamento, buscar novas ações e pensar que dieta é um período de mudanças que deve levar a uma alimentação adequada durante toda a vida é uma nova maneira de buscar, além do emagrecimento, uma melhor qualidade de vida. Siga as dicas que nutricionista Roberta Stella, recomenda abaixo e mude a forma de fazer dieta: Pense a longo prazo Não importa a quantidade de peso que deseja emagrecer, você deve pensar em uma eliminação de peso gradual. Trabalhe com a perda de meio a um quilo por semana. Tenha atitudes positivas Pensamento positivo atrai atitudes corretas e estimulantes. Por isso, nada de desânimo ou de pensar que você não consegue ou que o mundo conspira contra o seu objetivo. Tudo na vida exige uma postura firme e determinação. Foco na meta de peso A sua atenção deve estar focada no objetivo de peso e não nos alimentos que você pode comer ou deve evitar. A boa escolha alimentar será consequência. Fuja do estresse e da ansiedade Corte o mal pela raiz. Nenhum alimento por mais doce que ele seja será capaz de dar o fim no estresse e na ansiedade. Quando perceber que irá descontar nos alimentos todo o peso da rotina do dia, desvie a sua atenção daquele alimento que faz a luz vermelha da dieta piscar. Assistir a um bom filme, caminhar pelo bairro, ler um livro, ouvir música colocam o pensamento bem longe da alimentação. Assuma a responsabilidade Se você opta por dietas da moda ou altamente restritas, as chances de conseguir o que deseja e, principalmente, manter o peso, são mínimas. Assuma que a mudança na alimentação deve ser para a vida e não para a próxima festa ou encontro social. Não terceirize a vitória e o seu sucesso. Você somente irá conseguir se responsabilizando pelas suas atitudes. Não se dê desculpas Como resistir ao bombom ou ao doce que está na gaveta do escritório ou na despensa da cozinha? É quase impossível! Por isso, antes de plantar a sua própria armadilha, pense muito bem o porquê de deixar tão facilmente disponíveis esses alimentos tentadores. Você realmente quer emagrecer? Se sim, comece a oferecer esses alimentos para os seus amigos, livre-se deles. Evidentemente, você poderá comer um bombom, mas esporadicamente e não todos os dias. Se cair, levante Pessoas magras também exageram na alimentação. Elas não ganham peso porque logo em seguida retomam uma alimentação equilibrada em calorias. Se você exagerar, não faça disso o estopim para jogar o seu objetivo para o alto! No momento seguinte, retome a dieta e não faça uma restrição exagerada por conta disso como, por exemplo, dietas desintoxicantes, à base de sucos ou de sopas. Prepare-se para experimentar Em vez de pensar no que você não poderá comer, pense no que você poderá! Novos sabores, texturas e muitos novos alimentos que não fazem parte da sua rotina alimentar poderão ser provados. O seu paladar será estimulado, testado e você terá novos alimentos para variar as suas refeições. Se informe Quanto mais informações você tiver sobre alimentação saudável mais saberá diferenciar o que é correto ou não para o seu emagrecimento e para a sua saúde. Evite promessas de um rápido emagrecimento. Se a promessa é de eliminar mais do que 1 quilo por semana, cuidado! A sua saúde e autoestima estão em jogo. Siga em frente Mantenha sempre em mente as boas atitudes que não farão você desistir do seu objetivo final. Quanto mais certeza tiver de que está colhendo os resultados esperados, mais estimulado ficará para manter uma boa qualidade de vida e de peso por um longo período. fonte: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/12386-10-atitudes-para-ajudar-no-emagrecimento?utm_source=news_mv&utm_medium=alimentacao&utm_campaign=442909

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Suportando o sofrimento por causa de Cristo | Pastor Sérgio Fernandes

1 Pedro 1:1 - ¶ Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos estrangeiros dispersos no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia; Quando Pedro escreveu sua primeira epístola, por volta de 60 d.C, ele procurava encorajar os cristão que sofriam perseguições por causa de sua fé. Este período trabalhoso para a Igreja de Jesus era apenas uma pequena amostra de severas perseguições que surgiriam nas décadas seguintes, mas que não foram capazes de impedir o avanço do evangelho de Nosso Senhor. Muito embora alguns cristãos tenham desejo por sombra e água fresca, a verdade é que o cristianismo é uma proposta de vida que exige disciplina e empenho. É impossível ser um cristão dedicado ao reino dos céus sem se colidir com a filosofia que rege este nosso mundo. Entretanto, para aqueles que sofrem por causa do nome de Jesus, há promessas feitas pelo próprio Salvador (Mt 5.10,11). Quando o sofrimento chegar, apegue-se com mais firmeza as palavras do Salvador!

Usar maquiagem vencida pode fazer muito mal à saúde:

Fique ligada no prazo de validade dos seus cosméticos Um batom de cada cor, base, pó e sombra das mais infinitas tonalidades. Mesmo que você use maquiagem todos os dias, se não é um maquiador profissional, dificilmente dará conta de acabar com todos os seus produtos antes que o prazo de validade deles expire. "Para muitas mulheres, a maquiagem tem grande durabilidade. Produtos usados após o vencimento podem trazer irritação cutânea com danos enormes e tratamento lento", afirma o dermatologista Cesar Cuono, de São Paulo. Uma pesquisa realizada pelo College of Optometrists, na Grã-Bretanha, revelou que nove em cada dez mulheres usam maquiagem vencida. Dois terços das entrevistadas, de faixas etárias variadas, admitiram usar os mesmos cosméticos por mais de dois anos. As mulheres entre 30 e 40 anos são as campeãs, já que não renovam o estoque por serem apegadas a certos tipos de cosméticos que normalmente já saíram de linha. No Brasil, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), 24 meses é justamente a média de vida útil de um produto fechado. Depois de aberto, ainda segundo a entidade, o tempo de duração tolerável da mercadoria não deve chegar a seis meses. Normas do órgão determinam que a data venha impressa na embalagem. O problema é que grande parte das empresas, infelizmente, ainda não disponibiliza a validade no frasco, somente na caixa ou no lacre plástico que é jogado fora assim que se abre o produto. "O prazo de validade significa que, dentro daquele período, a empresa se responsabiliza pelo produto. Ele não quer dizer que, após a data marcada na embalagem, o cosmético estragou", explica Vânia Leite, professora de tecnologia de cosméticos da Universidade Anhembi Morumbi e gerente de desenvolvimento de produtos da Vitaderm. Mas, constatar que uma maquiagem precisa ir direto para o lixo não é tão difícil assim. "Os produtos mudam de cor e de cheiro, como sinal de que a matéria-prima estragou. A viscosidade rançosa também é um sinal", afirma a farmacêutica Marilda Tonetto, responsável pela Akakia Cosméticos. A dermatologista Meire Brasil Parada, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), complementa: "se notar qualquer alteração, por menor que seja, tanto no produto quanto em você, é motivo para descartá-lo imediatamente". Prazo de validade dos produtos após aberto*: -Máscara para cílios: de 3 a 6 meses -Base, hidratante e demaquilante: 6 a 8 meses -Pó facial, pancake, sombra, blush, gloss, batom e tônico: 1 ano -Lápis de olho, lápis de boca e delineador: 1 ano e seis meses *Fonte: College of Optometrist POR MINHA VIDA - PUBLICADO EM 27/10/2010

Truques de maquiagem para disfarçar as rugas

Pouco pó e nada de cintilante estão entre as dicas para rejuvenescer Quando as rugas e linhas de expressão saltam quando você encara o espelho, é hora de aliar bons cremes a ótimos truques de maquiagem. Ela não esconde tudo, mas deixa a aparência bem mais leve, afirma a maquiadora Priscila Konst, especialista em técnicas para a terceira idade e palestrante do Age Seniors Center, em São Paulo. Ficou interessada? Então aproveite todas as dicas que ela dá para quem deseja rejuvenescer como num passe de mágica. Contornos suaves A pele mais velha apresenta, além de mais linhas de expressão, uma flacidez maior. Para amenizar isso, uma boa medida é delinear os olhos e a boca com muita suavidade (essas áreas costumam concentrar mais rugas). Uma boa base também é fundamental. Escolha uma com textura cremosa, que deixa o rosto bem hidratado , ensina Priscila. Um truque esperto é esquecer as cintilâncias. Isso porque os tons opacos disfarçam melhor. Pó, um perigo Usá-lo para dar o arremate na uniformização da pele pode acabar pondo toda sua maquiagem a perder. A textura em pó acabe se acumulando entre uma ruguinha e outra, o que só deixa esses sinais mais evidentes. As pálpebras caídas também são ressaltadas. Por isso, tente evitar (ou use bem delicadamente). Prefira batom seco Na hora de colorir os lábios, o ideal é ficar com os bastões menos cremosos. Eles pintam sem escorrer ou se acumular nos sulcos da boca ou ao redor dela. Ressalte os olhos Chamar a atenção para as sobrancelhas é uma boa tática para despistar olhares da suas ruguinhas. Para isso, conte com um blush bem aplicado no ponto mais alto da maçã do rosto. Elas vão ficar mais arqueadas, harmonizando o rosto. Também escureça um pouquinho o cantinho interno do canto dos olhos, com lápis preto ou marrom forte. Complete a produção passando um tom escuro de batom. Prepare a pele Procurar produtos à base de DMAE (um agente firmador) é uma medida que mostra efeitos imediatos. Além de suavizar as rugas no instante em que é aplicado,esse tipo de cosmético aumenta a produção de colágeno e evita o surgimento de novas rugas (ou, pelo menos, diminui o ritmo em que isso acontece). Combinação arriscada Priorizar na maquiagem as mesmas cores das roupas pode deixar o visual muito pesado. O ideal é fazer o make pensando nos acessórios que você vai usar. Mas sempre tome cuidado na hora dos brilhos. Passo a passo da maquiagem impecável Prestando atenção nos 6 passos abaixo, não tem como errar: 1.Limpe a pele com uma boa loção. Isso retira as impurezas e permite que a maquiagem apresente um efeito mais leve. 2. Tonifique com uma loção calmante. As de camomila são ótimas para dar ao rosto um ar mais descansado, suave. Limpar: com uma loção de limpeza 3. Hidrate o rosto e o colo com soro fisiológico. 4. Passe produtos com efeito tensor (DMAE, por exemplo)ao redor dos olhos e dos lábios 5. Uniformize a pele com uma base ligeiramente mais clara do que sua pele. Prefira marcas que também ofereçam hidratação. 6.Finalize a maquiagem na área dos olhos. Use cores opacas, como bege ou marrom. O efeito cintilante vai ressaltar as rugas. fonte:http://www.minhavida.com.br/beleza/galerias/1980-truques-de-maquiagem-para-disfarcar-as-rugas?utm_source=news_mv&utm_medium=beleza&utm_campaign=442059

Soluções caseiras e naturais para bronquite asmática:

Quem sofre de bronquite asmática sabe o quanto as crises podem ser agressivas e incomodativas. Os principais sintomas da asma são caracterizados por tosse, falta de ar, chiado no peito, grande quantidade de catarro e grande dificuldade para respirar. De pessoa para pessoa, os sintomas podem ser desencadeados de formas bem diferentes, como excesso de poeira, mudança repentina do clima, ingestão de determinados alimentos, mofo, ou outros. Confira algumas dicas naturais para aliviar os sintomas das crises de bronquite asmática: A ingestão de qualquer líquido não alcoólico, lógico, auxiliará no processo para expectorar as secreções do pulmão. Consuma pelo menos dois litros de qualquer bebida, dê preferência para chás e sucos. Quando a crise de tosse aumentar, faça um chá bem forte de flores e folhas de laranjeira ou ainda de hortelã. De modo especial, estas plantas são capazes de acalmar o pulmão com chiado e amenizar a tosse. Aqueça a água, coloque alguns ramos da planta escolhida, tampe e espere meia hora para a bebida ficar mais forte. Adoce com mel enriquecido com própolis. Tome três vezes ao dia. Asse uma maçã no forno, adoce-a com mel enriquecido com própolis e consuma quando a crise apertar. Só quem sofre de asma pode descrever o alívio que se sente quando há consumo desta receita. Faça um xarope natural com 120 gramas de cenoura picada, 200 ml de água e 3 colheres bem cheias de mel com própolis. Bata tudo no liquidificador e tome uma colher de sopa, cinco vezes ao dia durante uma semana. fonte:http://www.arteblog.net/essencias/solucoes-caseiras-e-naturais-para-bronquite-asmatica/

terça-feira, 17 de abril de 2012

Soluções simples para fazer exercícios em casa:

Falta de tempo e dinheiro para ir à academia não são desculpa para ficar parado Que os exercícios físicos fazem bem para a saúde todo mundo já sabe. A questão é por que as pessoas relutam tanto em iniciar ou manter um programa de atividade física? As desculpas naturalmente são as mais variadas, mas, em geral, a maioria gira em torno da falta de tempo. Apesar disso ser usado como desculpa, sabemos que, para muitos, é uma realidade mais do que verdadeira. O cotidiano das grandes capitais revela que as pessoas estão cada vez mais atarefadas. Uma das soluções para esse público "ocupado" é adquirir o mínimo de equipamentos ou acessórios de ginástica. Assim, os atribulados podem fazer atividade física em casa e ter a flexibilidade em realizá-la em horários alternativos. Para isso acontecer com eficiência é preciso ter o mínimo de experiência com a prática de exercícios físicos, muita disciplina, além de estar atento à prevenção de riscos e tomar alguns cuidados. Seguem algumas sugestões: 1. Para ajudar na motivação: tente marcar as atividades físicas em dias e horários que algum amigo ou parente possa estar junto de você. Se não for possível tente distrair seus pensamentos ouvindo uma boa música; 2. Assegure-se de que está no caminho certo: as atividades, sejam aeróbicas ou musculares, têm que ir ao encontro dos objetivos e necessidades do praticante. Se for possível conte com a orientação de um personal trainer; 3. Evite exercícios de alta complexidade: o fato de estar sozinho aumenta os riscos de lesões. Exercícios que exigem muita coordenação e equilíbrio também aumentam a incidência de problemas. O tempo de execução dessas atividades também poderá ser reduzido. É possível desenvolver um bom trabalho em 30 minutos, porém tudo vai depender da situação em que a pessoa se encontra e quantos dias vai poder praticar por semana. Os equipamentos e acessórios devem estar de acordo com os objetivos de cada um. Outras dicas são importantes: Para melhorar a resistência e o condicionamento físico: a atividade poderá ser realizada com poucos acessórios como um colchonete, um mini trampolim, uma bola suíça, um ou dois pares de caneleiras, pesos livres e tensores de borracha sintética; Para emagrecer e melhorar a condição cardiorrespiratória: nesse caso é indispensável contar com equipamentos aeróbicos como a esteira, a bicicleta ou o elíptico; Para aumentar a massa muscular: provavelmente será necessário ter mais pesos livres e anilhas, ou até mesmo adquirir uma estação de musculação compacta que permita trabalhar todos os principais grupos musculares. FONTE:http://www.minhavida.com.br/fitness/materias/13824-solucoes-simples-para-fazer-exercicios-em-casa?utm_source=news_mv&utm_medium=fitness&utm_campaign=439671

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Plantas que curam:

ALHO: É um bactericida poderoso, previne e cura infecções. Seu componente alicina combate mais de duas dúzias de tipos de bactérias. É também antivirótico, antiinflamatório, antiespasmódico e descongestionante. Por conter adenosina, relaxa as artérias e, com isto abaixa apressão arterial, limpa as artérias e reduz o colesterol, prevenindo assim o derrame cerebral e o infarto do coração. CEBOLA: Tem efeitos semelhantes ao alho, além disto, é rica em fósforo (bom para a memória) e útil como expectorante em caso de tosse. É depurativa do sangue e absorve as toxinas. Seu suco morno, pode ser pingado nos ouvidos para combater rapidamente uma inflamação. LIMÃO: Rico em vitamina C, combate infecções, além de gastrite, reumatismo, artrite, gota, náuseas, azia, hipertensão, e dor de garganta (fazer gargarejos com água quente, limão e sal, de hora em hora, logo aos primeiros sinais). BERINJELA: Reduz o colesterol, ao se tomar seu suco em jejum por um período de 15 dias seguidos. Ajuda a emagrecer e a reduzir o tamanho de pedras na vesícula. Contêm um glicoalcalóide, que compõe as pomadas usadas contra câncer de pele. BRÓCOLES E REPOLHO: Combatem o câncer de mama porque reduzem o excesso de estrógeno. Possuem ação benéfica em todos os tipos de câncer. O brócoles é rico em cromo, regulador do metabolismo de insulina. Assim, é benéfico tanto no diabetes como na hipoglicemia. Comer uma xícara de brócoles por dia ajuda a vencer a compulsão por doces. SALSINHA: Também combate o câncer, principalmente o de pulmão. Recomenda-se aos fumantes passivos e mesmo aos ex-fumantes tomar um copo de suco de salsinha bem concentrado em jejum diariamente, porque ele reduz a oxidação das células, gerada pela fumaça do cigarro e pela poluição do ar. É também rica em vitamina A, e tem ação benéfica sobre as desordens da menstruação. ESPINAFRE: É diurético, combate as infecções das vias digestivas e pode previnir e até curar a catarata, por produzir antioxidantes que atuam nas células dos olhos. Rico em ácido fólico, que reduz o nível de homocisteína no sangue (prevenção do infarto), contêm também dois fitoquímicos, a luteína e a zeaxantina, que parecem dar esperança na cura da degeneração macular (cegueira dos idosos). Possui alto teor de vitamina A: 7.385 U.I em 100 grs., e de ferro: 11,3 mg em 100grs. NABO: Ótimo expectorante quando usado em xarope, atua contra a tosse e a bronquite asmática. Seu suco cura frieiras, é depurativo do sangue e contêm muito fósforo, que é ativador da memória. CENOURA: Previne a cegueira e as enfermidades do fígado, é rica fonte em betacaroteno, que protege as artérias e fortalece o sistema imunológico. Contém fibras vegetais que abaixam o colesterol. Por isso, o hábito de comer uma cenoura por dia pode reduzir em 50% o risco de adquirir doenças coronárias. COUVE MANTEIGA: Seu suco cura úlceras de estômago e é eficiente contra a anemia, por ser rica em ferro. A couve também é tônica, laxante, vermífuga e reduz as pedras da vesícula. GENGIBRE: É analgésico, atuando como AAS (ácido acetilsalicílico):´por exemplo: ele faz a dor de cabeça desaparecer em meia hora, se você tomar 1/2 colher de chá de pó de gengibre diluido em água. Mastigar gengibre fresco alivia a dor de garganta e combate a inflamação. Além disso, reduz o desejo de fumar. ARROZ ou TRIGO INTEGRAL: Uma boa porção de preferência com mel, faz desaparecer a irritação da tensão pré-menstrual dentro de mais ou menos uma hora, por produzir o hormônio serotonina, semelhante em seu efeito ao do Valium. IOGURTE: 2 copos com banana, tomadas na véspera do início da menstruação reduzem em muito as cólicas mentruais, por causa do cálcio que contêm. IOGURTE COM ABACAXI: Previne e até ajuda a curar a osteoporose, por conter cálcio e magnésio. ABACAXI: Trata-se de um poderoso expectorante, porque contêm bromelina, que dissolve os catarros. Tomando um copo de suco de abacaxi em jejum durante 15 dias, intercalando uma pausa de 15 dias e depois repetindo a dose, consegue-se dissolver completamente a solitária (tênia de vaca). TOMATE, CENOURA, ABACAXI, PIMENTÃO E MORANGO: Ajudam a previnir o câncer de mama e a leucemia. O tomate, rico em licopeno, previne o câncer de próstata, se consumido em sopas e molhos, com um pouco de azeite, pelo menos 4 vezes por semana. MORANGO, UVA, AMORA, ACEROLA, PITANGA E FRAMBOESA: Contêm ácido elágico, que, além de beneficiar a pele, tornando-a mais elástica, neutraliza as substâncias cancerigenas que penetram no organismo, antes que possam provocar a temida mutação das células . A amora melhora a memória do idoso, e o chá de sua folha é usado para diminuir os sintomas da menopausa. SOJA: Contêm lecitina, uma substância importante para o sistema nervoso e útil para a dissolução de gorduras localizadas ou de pedras da vesícula. É rica em proteínas de alta qualidade e, em fitoestrógenos que ajudam o equilíbrio hormonal da mulher, especialmente no período da menopausa. Além disto, a soja contêm genisteína e daidzeina, dois fitoquímicos poderosos na destruição das células cancerosas. NOZES E CASTANHAS: Muito nutritivas, se bem bastante calóricas, são ricas em gorduras monosaturadas e poliinsaturadas, que reduzem os níveis do colesterol LDL e os triglicerídeos, enquanto aumentam os níveis de HDL; a fórmula perfeita para prevenir doenças cardíacas. SUCO DE UVA VERMELHA: Esqueça a receita de tomar vinho tinto, o suco de uva tem o mesmo poder preventivo, porque é na casca da uva vermelha que se encontra os resveratrol, um super antioxidante que previne o ataque cardíaco e o endurecimento das artérias. MANGA purifica o sangue. RÚCULA E CHUCRUTE (repolho fermentado) reduzem a glicemia. CHUCHU reduz a hipertensão arterial e o glaucoma. MELÂNCIA elimina a retenção de líquidos dos tecidos. FIGO cicatriza úlceras de estômago e duodeno, bem como úlceras varicosas nas pernas. CAQUI é útil nas afecções do fígado, catarros da bexiga e enfermidades das vias respiratórias. ÁGUA DE COCO é hidradante, remineralizante, e um excelente substituto do leite materno, quando liquidificado com a polpa de côco verde. A BANANA, alivia doenças do cólon e do reto, facilita a função intestinal e é riquíssima em cálcio. O SUCO DE BATATA cura instantaneamente a azia, seu uso diário alcaliniza o organismo todo, com grandes benefícios para a saúde. fonte:http://muiedomato.blogspot.com.br

Acne e manchas na pele

Acne Tomar chá de sálvia três vezes ao dia e uma colherzinha de pólen a cada manhã tem demonstrado um remédio efetivo em muitos casos. Lavar o rosto com a primeira água que se lava o arroz. Não se deve enxugar. Fazer 2 vezes por dia por duas semanas. Resolver o problema com gema de ovo: "Você coloca gema crua no rosto, deixa secar durante 10 minutos e lava. Faça isso todos os dias, durante um mês, que as marcas somem. Repita duas vezes por mês durante três meses e, novamente, se o problema recomeçar."Uma dermatologista de New York explica: "Durante muitos anos, aplicações tópicas de vitamina A foram prescritas por médicos como tratamento para a acne. Como a gema do ovo é ótima fonte de vitamina A, não é de surpreender que a gema crua melhore as lesões da acne. Algumas vezes, há uma base científica simples para o sucesso de remédios caseiros." As utilidades do Hipoglós Fonte: Orkut Sim, o Hipoglós serve pra muito mais que bumbum de nenê! * É excelente para o rosto, pois possui Retinol (que é vitamina A) - e possui a vantagem de poder ser usado no sol, diferente do ácido retinóico (que causa manchas e queimaduras). * Possui óxido de zinco (que protege a pele) * Possui vitamina D. "Retinol é a forma mais pura da Vitamina A. Estimula a produção e a regeneração das fibras de colágeno e elastina que dão sustentação a pele, ajudando assim a amenizar as rugas, linhas de expressão e outros sinais de envelhecimento causados pela ação do sol como as manchas senis. Resumindo, o Retinol restabelece o aspecto saudável da pele." Dicas * Passe uma camada de hipoglós após a sua depilação para evitar ou acabar com as irritações na pele! * Para amenizar olheiras, passe uma fina camada nas olheiras antes de dormir. Retire pela manhã. * Pode ser utilizado nos lábios para evitar rachaduras e curar lábios partidos. * Amacia a pele. * Ameniza manchas na axila ou virilhas! Para diminuir olheiras, misture todas as noites um pouco de hipoglós com nívea. Passe antes de dormir e lave o rosto ao acordar. Faz bem pra quem tem olheiras, hidrata a região... Pode passar no rosto inteiro se quiser ou usar durante o dia também. Muito bom! Manchas entre as coxas Misture uma colher de sopa de bicarbonato, algumas gotas de limão e algumas gotas de água oxigenada (20 vol.) aplique no local e deixe por 20 minutos. Marcas de picadas de insetos Esfregar diariamente uma papa feita de: bicarbonato de sódio com óleo de amêndoas-doces. fonte:http://muiedomato.blogspot.com.br/search/label/Acne

ALGUMAS DICAS PARA REMOVER MANCHAS

ALGUMAS DICAS PARA REMOVER MANCHAS Manchas de doces ou bebidas açucaradas: Lave com água morna e um pouco de álcoo. Manchas de vinho: Basta umedecer um sabonete branco (aquele bem baratinho) e esfregar em cima de toda a mancha. Espere secar e lave a roupa normalmente. Serve para quase todas as manchas além de vinho e é super barato. Manchas de vinho tinto no tapete: Remova com vinho branco ou use loção de barbear. A espuma é um bom removedor de manchas. Manchas de gordura, óleo e produtos similares, respingados sobre a roupa devem ser cobertos por talco ou maizena o mais rápido possível. Deixe a mancha coberta pelo menos 15 minutos. Quando a gordura tiver sido absorvida, escove bem o local. Manchas de banha, manteiga, graxa e cera: Passe benzina ou éter. Depois polvilhe talco e lave com água quente e sabão. Manchas de bolor: Ponha um pouco de água oxigenada (10 vol.) e deixe quarar ao sol. Manchas de mel: coloque sobre a mancha uma solução de bicarbonato de sódio e água quente. Depois lave e enxágua com água fria. Manchas de café: Lave com água morna e glicerina ou passe uma pedra de gelo sobre a mancha. As manchas saem com uma mistura de bicarbonato de sódio e água. Para tirar manchas de café antigas basta esfregar um pano umedecido com vinagre branco ou álcool. Manchas de café em roupas de algodão branco: Umedeça com água oxigenada e logo em seguida lavar com sabão de pedra. Nódoa de frutas: Faça uma pasta com perborato de sódio (utilizado como desinfetantes e branqueadores, tanto domésticos como industriais) e água e aplique diretamente na zona suja. Passe por água e estenda á sombra. Manchas em estofados: use creme de barbear. Para tirar mancha de roupa branca, manchadas por outras na hora da lavagem, é só colocar açúcar na água e ferver com a roupa dentro. Obs.: Toda vez que manusear produtos químicos, use luvas nas mãos, ou lave bem com sabonete em água corrente; e quando manusear limão, não saia ao sol, pois ele mancha e até pode queimar sua pele, tome cuidado! Do Blog: http://tiadetediadiacomvoce.blogspot.com/

8 maneiras de definir a barriga sem abdominais

A competição é acirrada: de um lado, a vontade em conseguir o abdômen definido. Do outro, a preguiça em encarar o abominável sobe e desce dos abdominais. Entre um e outro, ficam você e a culpa por não dar um fim nessa situação. "Mas existem outras maneiras de definir o abdômen, ganhando tônus e alcançando a hipertrofia dos músculos ", afirma o professor Diogo Cestari de Aquino, especialista em fisiologia do exercício e reabilitação cardíaca. Mudanças na respiração, a prática de ioga, exercícios de pilates e até aqueles aparelhos que dão choques leves podem ajudar nesta missão. Confira a seguir as dicas do professor e comece já a treinar os músculos e sua habilidade em receber elogios. 1. Controle da respiração O controle da respiração durante a realização de outros exercícios físicos tem como principal objetivo a estabilização do movimento. Por isso, a respiração em si não traz modificações na estética e no fortalecimento da parede abdominal. No entanto, para um indivíduo destreinado, esse estímulo pode ser suficiente para obter pequenas melhorias nesses músculos, como a diminuição da flacidez. 2. Caminhada e corrida Os dois exercícios são excelentes aliados na definição dos músculos abdominais. Para conquistar a definição muscular desejada, três fatores são de extrema importância: - hipertrofia dos músculos abdominais -diminuição da porcentagem de gordura -boa postura A corrida e a caminhada são excelentes aliadas na diminuição da porcentagem de gordura, porque queimam calorias. 3. Boa postura Ela é fundamental para eliminar a barriga. A postura inadequada pode ocorrer por um desequilíbrio muscular, evidenciado pela fraqueza da parede abdominal e pelo encurtamento da musculatura vertebral lombar e flexores do quadril. Associado a esse quadro, observa-se aumento da lordose lombar, causa frequente de quadros de lombalgia. Por isso, o fortalecimento e o alongamento das musculaturas favorecem a manutenção ou a melhora do alinhamento postural. 4. Aulas de ioga As aulas de ioga podem ajudar na definição do abdômen. Além das técnicas respiratórias que promovem o trabalho dos músculos abdominais profundos, inúmeras posições da prática solicitam fortemente o trabalho abdominal para a estabilização dos movimentos, contribuindo para o fortalecimento da parede abdominal. 5. Pilates Os exercícios praticados no Pilates são excelentes aliados na definição da região. Em todos eles, o principio básico é a ativação dos músculos profundos do abdômen, promovendo a correta respiração, a estabilização do centro de equilíbrio e a melhora postural. Além disso, o trabalho dos músculos superficiais do abdômen é extremamente solicitado na execução de inúmeros movimentos, contribuindo para a melhora da definição muscular. 6. Aulas de spinning As aulas de spinning podem favorecer o abdômen por auxiliarem na manutenção da composição corporal ou na diminuição da porcentagem de gordura. Assim como a corrida e a caminhada, trata-se de uma atividade aeróbia e que, por isso, ajuda na queima de gordura. Mas, por causa da posição sentada, é importante observar a postura e trabalhar, em conjunto, exercícios para melhorar o equilíbrio postural. 7. Alongamento Apesar de não atuar de forma significativa na diminuição da porcentagem de gordura ou no fortalecimento abdominal, as aulas de alongamento podem auxiliar na melhora da definição muscular. Isso porque esses movimentos promovem o equilíbrio postural, fator extremamente importante também para a estética. 8. Total shape e outros aparelhos Os aparelhos de eletroestimulação promovem a ativação da musculatura de forma passiva, ou seja, sem que ocorra qualquer recrutamento neuromuscular para a produção do movimento. Essa técnica traz benefícios principalmente as pessoas que estão sem nenhum tipo de prática esportiva ou em reabilitação física, melhorando a tonificação muscular. Mas o ganho de força é limitado, ou seja, o impacto restringe-se à aparência. Não existe um exercício capaz de realizar esse objetivo. Para tonificar o abdômen, é importante conciliar exercícios de fortalecimento com sessões de treinamentos aeróbios, para diminuir a porcentagem de gordura. Além disso, é preciso trabalhar o fortalecimento e o alongamento dos músculos que mantém a postura equilibrada. Tonificação ou hipertrofia? A diferença entre o trabalho de tonificação e hipertrofia muscular não está na modificação dos exercícios, e sim na intensidade e volume de trabalho a ser realizado. Para priorizar a hipertrofia, a carga (intensidade) de trabalho deverá ser maior, portanto o volume (repetições) total diminui. Em trabalhos de tonificação muscular, o volume total de trabalho é aumentado, portanto a carga de trabalho fica diminuída (em relação a um treinamento para hipertrofia). Vale lembrar que, para qualquer um dos objetivos, as últimas repetições devem ser realizadas com dificuldade. fonte: http://www.minhavida.com.br/fitness/materias/5353-8-maneiras-de-definir-a-barriga-sem-abdominais?utm_source=news_mv&utm_medium=hoje_no_mv&utm_campaign=438769

Dieta Dukan:-2 kg em 5 dias Sucesso na Europa, a Dieta Dukan promete emagrecer rápido e acabar com o efeito ioiô. Se isso é pouco, inspire-se nas curvas enxutas de Jennifer Lopez. O cardápio francês está por trás daquele corpão

Como funciona? Mais do que emagrecer rapidamente, a dieta do momento na Europa promete manutenção do peso por toda a vida. E vem acompanhada da frase mágica "comer sem restrição". Em parte, é verdade: você pode se fartar de proteína - nutriente principal (e praticamente único) da fase de ataque, a primeira do programa composto de mais três etapas (transição, consolidação e estabilização). Mas, antes de achar que a Dieta Dukan é mais um regime passageiro, saiba que o livro vendeu 3,5 milhões de cópias na França em 2008 e, agora, está bombando na Inglaterra. O médico e nutrólogo Pierre Dukan espera fazer o mesmo sucesso nos Estados Unidos, onde a publicação acaba de ser lançada. No Brasil, a versão de bolso (Emagreça sem Sacrifícios, editora Ediouro) colocada nas livrarias este mês também tem tudo para fazer barulho, principalmente depois da notícia de que o método francês ajudou Jennifer Lopez a emagrecer. O resultado é inspirador: a cantora e atriz parece até mais magra que dois anos atrás, antes de ficar grávida de gêmeos! Dieta de fases Curiosa para saber como funciona? Na primeira fase da dieta, que pode durar de um a cinco dias (você escolhe), dá para enxugar até 2 quilos comendo carne magra, frango e peixe à vontade, além de porções moderadas de ovo e queijo e iogurte 0% gordura e leite desnatado. E água, muita água! Depois, você recebe sinal verde para verduras e legumes (menos batata), e continua emagrecendo - mais lentamente, é claro. Mas dá para ficar nessa etapa até atingir seu objetivo na balança. A terceira fase libera fruta e porções controladas de pães e massas integrais. Os carboidratos refinados (pães, massas e biscoitos feitos com farinha branca, pobre em fibras) ficam de fora. "Eles têm alto índice glicêmico - no processo digestivo viram açúcar muito rápido, prejudicando o trabalho da insulina, o hormônio que cuida de levar a glicose para dentro das células. Com isso, sobra açúcar na circulação e esse extra é estocado na forma de gordura", explica o nutrólogo Alexandre Merheb, do Espaço Merheb, no Rio de Janeiro. Assim como o médico francês, Alexandre defende iniciar a dieta comendo apenas proteína - o objetivo é restabelecer a função da insulina e facilitar a perda de peso. Na quarta e última etapa, o cardápio volta a ter de tudo. Mas, para não engordar novamente, existe um segredo (você vai descobrir adiante). Complicado? Nem tanto! Nós explicamos a seguir como funciona em detalhes cada fase da dieta. E, para facilitar, a nutricionista Telma Akemi Hatanda, também do Espaço Merheb, montou cardápios baseados na Dieta Dukan, só que com alimentos acessíveis e mais próximos ao paladar das brasileiras. E você está convidada a colocá-los em prática. O Atkins francês Não dá para negar. O programa de emagrecimento de Dukan é uma releitura da famosa Dieta de Atkins, criada nos anos 1960. A versão americana foi recriminada por médicos e nutricionistas por permitir o consumo indiscriminado de bacon e carnes gordas - um verdadeiro atentado ao coração. A proposta de Dukan é mais saudável, pois sugere o consumo de proteínas vindas das carnes magras (sem gordura embutida), frango e peixes. Ele também teve o cuidado de indicar apenas as gorduras boas - consideradas amigas do peito. E, mesmo assim, só no fim da dieta, na fase da estabilização do peso. Antes disso, o uso de óleo é liberado em doses mínimas, apenas o suficiente para você grelhar ou refogar um alimento. Fase 1: ataque É a etapa mais radical e curta: você pode escolher segui-la de um a cinco dias. O objetivo é preparar o organismo para responder melhor à dieta. Carne, peixe e ave podem ser consumidos à vontade. Mas, se quiser sugestões de quantidade, acompanhe os nossos cardápios: CAFÉ DA MANHÃ opção 1 • 1 pote de iogurte natural (ou com fruta) 0% de gordura • 3 fatias de peito de peru light • 1 xíc. de chá verde opção 2 • 2 fatias de queijo minas frescal 0% gordura • 3 fatias de presunto magro (ou presunto de frango) • 1 xíc. (chá) de café com leite desnatado (use adoçante) opção 3 • Omelete (1 gema e 2 claras) • 1 taça de gelatina diet • 1 copo (200 ml) de água de coco LANCHE DA MANHÃ opção 1 • 2 fatias de ricota (ou 2 fatias de queijo minas frescal 0% gordura) opção 2 • 3 fatias de presunto de frango (ou presunto magro) opção 3 • 2 enroladinhos (2 fatias de presunto magro e 2 fatias de mussarela light) ALMOÇO opção 1 • 1 filé de peito de frango com 2 fatias de mussarela light • 1 ovo mexido opção 2 • 1 filé de carne magra acebolado • 3 col. (sopa) de queijo cottage 0% gordura opção 3 • 2 postas de peixe (namorado, badejo) assado • 1 ovo cozido com 1 fio de azeite e orégano LANCHE DA TARDE opção 1 * 1 fatia média de queijo minas frescal 0% gordura • 1 taça de gelatina diet • 1 xíc. de chá branco opção 2 • 2 col. (sopa) de queijo cottage 0% gordura • 2 fatias de peito de peru light • 1 copo (200 ml) de água de coco opção 3 • 1 pote de iogurte natural (ou de fruta) 0% gordura • 2 fatias de presunto magro • 1 xíc. de chá de camomila JANTAR opção 1 • 5 col. (sopa) de camarão no bafo (ou refogado com alho e 1 fio de azeite) ou 1 filé de peixe salmão, st. peter) assado • 2 fatias de queijo minas frescal 0% gordura opção 2 • 4 pedaços médios de carne de panela • 3 fatias médias de tofu (queijo de soja) opção 3 • 4 coxas médias de frango assadas sem pele (ou 5 col./ sopa de carne moída refogada) • 3 fatias de presunto magro (ou presunto de frango) Alimentos liberados .Na primeira fase, você pode variar o cardápio com oito categorias de alimentos: . Carne magra: vitela e boi sem gordura, grelhadas, assadas ou cozidas. . Carne branca: aves (com exceção de pato) e coelho. . Peixe (todos): magros, gordurosos, brancos ou não, crus ou cozidos. . Miúdos: fígado, rim e língua de vitela. Frutos do mar: camarão, lula e marisco. . Frios: presunto magro, presunto de frango e peito de peru light. . Laticínios: queijo e iogurte 0% gordura e leite desnatado. (duas porções por dia, no máximo). . Ovo: dois por dia, no máximo. Água é importante: ela facilita o funcionamento dos rins e evitar que fiquem sobrecarregados com a proteína. Beba de 2 a 3 litros por dia. Você também pode consumir chá e café (sem açúcar). Temperos: você pode usar ervas, alho, cebola e alho para preparar a comida e o mínimo de gordura (azeite, de preferência) para refoga. Fase 2: transição Nesta etapa você pode pôr verduras e legumes à vontade no prato, mas em dias alternados. Ou seja: um dia segue o cardápio da fase 2 e no outro da fase 1, só com proteína. Mantenha essa alternância até chegar ao peso desejado. CAFÉ DA MANHÃ opção 1 • Omelete (1 gema e 2 claras) com mussarela light, presunto magro, tomate e orégano • Café (use adoçante) opção 2 • 1 pote de iogurte natural (ou de fruta) 0% gordura • 1 taça de gelatina diet • 1 xíc. de chá de hortelã opção 3 • 3 fatias médias de queijo minas frescal 0% gordura • 3 fatias de presunto de frango • 1 xíc. de chá-mate com limão (use adoçante) LANCHE DA MANHÃ opção 1 • 1 pepino em palito opção 2 • 2 fatias de presunto de frango (ou presunto magro) opção 3 • 2 fatias de queijo minas frescal 0% gordura ALMOÇO opção 1 • 1 prato (raso) de salada de folhas verdes (alface, agrião, rúcula, escarola) e tomate • 3 pedaços de frango assado sem pele • 3 col. (sopa) de berinjela assada com cebola, alho, pimentão e 1 fio de azeite opção 2 • 1 prato (raso) de salada de folhas verdes e cogumelo • 1 filé de peixe (salmão atum) grelhado com shoyu • 3 col. (sopa) de escarola refogada opção 3 • 1 prato (raso) de salada de folhas verdes e cenoura ralada • 1 filé de carne magra grelhada • 2 col. (sopa) de tofu refogado com cebola, alho e shoyu • 3 col. (sopa) de abóbora refogada com cebola e salsinha LANCHE DA TARDE opção 1 • 1 queijinho fundido light • 1 taça de gelatina diet opção 2 • 3 fatias de peito de peru light • 2 fatias de mussarela light opção 3 • 1 pote de iogurte natural (ou de fruta) 0% gordura • 2 fatias de presunto magro JANTAR opção 1 • 1 prato (raso) de salada de folhas verdes, pepino e talos de erva-doce • 1 fatia de pernil de vitela assado (ou 1 sobrecoxa de frango assada sem pele) • 3 col. (sopa) de abobrinha refogada com tomate e cebola opção 2 • 1 prato (raso) de salada de folhas verdes e broto de feijão • 4 col. (sopa) de picadinho de carne com pimentão • 3 col. (sopa) de brócolis refogados com alho opção 3 • 1 prato (raso) de salada de folhas verdes e palmito • 1 filé de peixe (salmão, atum, badejo) assado • 3 col. (sopa) de vagem no vapor com azeitona CEIA opção 1 • 1 taça de gelatina diet opção 2 • 2 fatias de queijo minas frescal 0% gordura opção 3 • 2 fatias de presunto magro (ou chester defumado) Fase 3: consolidação Se você emagreceu tudo o que queria está pronta para começar a fase 3. Ela é calculada em função do peso perdido: 10 dias para cada quilo que se foi. Exemplo: se você perdeu 5 quilos, deve seguir essa fase por 5 vezes 10 dias, ou seja, 50 dias. Proteínas e vegetais continuam sendo prioridade, sem a necessidade de alternância. *Introduza as frutas e duas fatias de pães uma vez ao dia. Tubérculos e cereais integrais podem ser consumidos em duas refeições na semana. Abaixo, 3 opções de cardápios. Nas demais refeições, sega como indicado nos cardápios da fase 2. CAFÉ DA MANHÃ opção 1 • 2 torradas integrais com requeijão light + 1 manga média em pedaços + 1 copo de leite de soja light opção 2 • 5 col. (sopa) de granola diet + 1 taça de salada de frutas + 1 xícara de chá verde (com ou sem adoçante) opção 3 • 2 fatias de pão integral light com 1 fatia de queijo minas e 1 fatia de peito de peru + ½ papaia + 1 xícara de café (com ou sem adoçante) LANCHE DA MANHÃ opção 1 • 1 pote de iogurte light de morango. Opção 2 • 3 fatias de peito de peru Opção 3 • 3 fatias• de chester defumado ALMOÇO opção 1 • 1 filé de peixe com molho de tomate + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de salada de grão-de-bico + 1 prato (raso) de salada de alface americana e chicória opção 2 • 3 pedaços médios de frango refogado + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de feijão branco (ou pode ser o tipo de feijão que desejar) + 1 prato (raso) de salada de beterraba ralada e espinafre opção 3 • 3 col. (sopa) de carne seca acebolada + 3 pedaços pequenos de mandioca cozida + 2 col. (sopa) de lentilha + 1 prato (raso) de salada de agrião e tomate LANCHE DA TARDE opção 1 • 2 fatias de queijo minas light + 2 fatias de presunto magro opção 2 •1 fatia de queijo cottage + 2 col. (sopa) de atum em conserva opção 3 • 1 pote de iogurte natural + 2 fatias de peito de presunto de frango JANTAR opção 1 • 1 fatia grande de carne assada + 3 col. (sopa) de abobrinha refogada com tomate + 1 prato raso de salada de rúcula com palmito opção 2 • 1 filé de peixe grelhado + 3 col. (sopa) de abóbora refogada + 1 prato raso de salada de alface e cenoura ralada opção 3 • 1 prato (fundo) de sopa de legumes com 4 col. (sopa) de peito de frango refogado e desfiado + 1 prato (raso) de alface e 2 col. (sopa) de cenoura ralada CEIA opção 1 • 2 fatias de chester defumado opção 2 • 2 fatias de queijo minas light opção 3 • 1 pote de iogurte light Agora, você também tem direito a: • 1 porção de fruta (exceto banana, abacate, cereja e castanha) por dia: considere porção uma unidade para frutas de tamanho médio como maçã, pera, laranja, pêssego ou nectarina. Para as frutas maiores e menores, a porção é uma taça de morangos, uma fatia de melão ou de mamão, dois kiwis, dois damascos, uma manga pequena ou metade de uma grande. • 2 fatias de pão integral por dia: se quiser, pode espalhar um pouco de margarina ou manteiga light. • 1 porção (40 gramas) de queijo: prato, emmenthal, guyère e provolone - eles passam pelo processo de cozimento e têm menos gordura que os fermentados, como gorgonzola, camembert e brie. Queijos brancos são liberados, desde que não contenham mais de 20% de gordura. • 2 porções de carboidratos complexos por semana, priorizando a seguinte ordem: massa integral ou grano duro (1 escumadeira); polenta (1 fatia média), lentilha, feijão, ervilha seca ou grão-de-bico (4 colheres de sopa); arroz integral e batata (3 colheres de sopa). • Esta fase também dá direito a duas refeições semanais "de gala", quando é possível consumir qualquer tipo de alimento, com duas condições: nunca repetir o prato e não fazer duas refeições deste tipo seguidas. Intercale ao menos uma refeição entre essas duas de gala. E, por medida de segurança, é fundamental eleger um dia da semana para fazer a dieta só com proteínas, a mesma adotada na fase 1. Fase 4: estabilização Pronto, a partir daqui nada mais é proibido - você pode ter uma alimentação normal. Porém, uma vez na semana, deve repetir um dia do cardápio da fase 1, só com proteína (isso a vida toda). É o segredo para não voltar a engordar. Outra recomendação é adotar o consumo diário de três colheres de sopa e farelo de trigo e de aveia. São alimentos que garantem uma boa dose de fibras solúveis - indispensáveis para saciar e manter o intestino saudável, o que também é estratégico para que você deixe de brigar com a balança de uma vez por todas. FONTE:http://boaforma.abril.com.br/dieta/todas-dietas/dieta-dukan-626833.shtml?pagina=4